Santander lança carteira digital

Santander lança carteira digital Foto: divulgação Santander lança carteira digital

Ferramenta, disponível no app Santander Way, possibilita a realização de compras sem o uso físico do cartão

O Santander acaba de lançar sua carteira digital, ferramenta que possibilita ao cliente realizar compras sem o uso físico do cartão de débito ou crédito. A solução está disponível no Santander Way, aplicativo de gestão de cartões do Banco, e poderá ser usado por cerca de 2 milhões de clientes.

“Estamos empenhados em entregar soluções inovadoras e diferenciadas, utilizando a tecnologia a favor dos clientes, e o pagamento por aproximação vai nessa direção, ao complementar nossa gama de ferramentas e ampliar significativamente o potencial de novos usuários”, afirma Rodrigo Cury, superintendente executivo de Cartões do Santander.

Para fazer um pagamento por aproximação, o cliente entra no Santander Way, clica no botão NFC, habilita seu cartão – nesta etapa, o Santander homologa o plástico e o aparelho –, informa o código de segurança (CVV) e a validade do cartão e digita a senha enviada por SMS ou via token.

Uma vez concluídas essas etapas, para realizar uma transação nos estabelecimentos comerciais, o cliente aproxima seu celular com tecnologia NFC (Near Field Communication) a uma maquininha de cartão (POS) que aceite a mesma tecnologia, digita a senha do celular ou desbloqueia o aparelho com a impressão digital e conclui a operação.

O celular tem grande relevância na vida dos brasileiros. Segundo dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), o número de linhas móveis ultrapassou a marca de 243 milhões em fevereiro. “Se ofereceremos aos nossos clientes a possibilidade de gerenciar o uso de seus cartões por meio de um smartphone, por que não realizar compras pelo dispositivo?”, pontua Cury.

Atualmente, os detentores de cartões Santander já têm à disposição o Samsung Pay, carteira digital da Samsung. O Santander foi o primeiro banco privado a disponibilizar a ferramenta, em julho do ano passado.

(Redação - Agência IN)