Banco do Brasil reduz taxas de juros após decisão do Copom

Destaque Banco do Brasil reduz taxas de juros após decisão do Copom Foto: divulgação Banco do Brasil reduz taxas de juros após decisão do Copom

O Banco do Brasil anunciou nesta quarta-feira (26) que irá reduzir taxas de juros para pessoas físicas e jurídicas, como reflexo da decisão do Comitê de Política Monetária (Copom), que cortou a taxa Selic em 1 ponto percentual.

Esta é a quinta queda consecutiva de juros no Banco do Brasil neste ano, acompanhando as seguidas reduções da Selic. As novas taxas entram em vigor a partir da próxima segunda-feira, dia 31.

Imobiliário com taxa menor
Para pessoas físicas, o destaque são as operações de crédito imobiliário, que terão taxas menores nas modalidades Sistema Financeiro da Habitação (SFH) e Carteira Hipotecária (CH).

Na SFH, as taxas que estavam entre 9,99% e 10,94% ao ano serão reduzidas para 9,74% a 10,69% ao ano.

Na Carteira Hipotecária, as taxas eram de 10,90% a 11,99% ao ano e serão reduzidas para o intervalo entre 10,65% e 11,74% ao ano.

O BB também reduzirá as taxas mínimas do cheque especial (de 4,31% para 2,20% ao mês) e do CDC (1,97% para 1,79% ao mês).

Canais digitais oferecerão taxas mais baixas
Os clientes do Banco do Brasil que utilizam canais digitais para contratar operações de crédito perceberão reduções mais significativas nos juros. Para aquisição de veículos, a redução de taxas é exclusiva para as operações contratadas pelo aplicativo do BB para mobile. A taxa mínima será reduzida de 1,23% para 1,19% ao mês.

Já para linhas de crédito destinadas a clientes proventistas a redução contemplará as operações contratadas em todos os canais digitais do BB (internet, terminais de autoatendimento e mobile). As taxas do BB Crédito Salário e Renovação que variavam de 3,30% a 6,97% ao mês passarão para 3,22% a 6,89% ao mês. Já o BB Crédito Benefício (para pensionistas e beneficiários do INSS) cairá do intervalo entre 2,95% e 5,67% ao mês para 2,87% e 5,59% ao mês.

Redução também para empresas
O Banco do Brasil também anunciou redução de taxas para pessoas jurídicas. As taxas mínimas para as linhas Cheque Ouro Empresarial PJ e Giro Rápido Rotativo serão reduzidas de 8,33% para 8,28% ao mês, enquanto as máximas caem de 13,50% para 13,45% ao mês.

(Redação - Agência IN)