Idosos são os principais responsáveis pelo sustento da casa

Com a crise econômica que ainda afeta o bolso dos consumidores e o aumento do desemprego entre a população jovem, em muitos lares os idosos acabam sendo a principal fonte de renda. Um levantamento realizado em todas as capitais pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) revela que 43% dos brasileiros acima de 60 anos são os principais responsáveis pelo pagamento de contas e despesas da casa - o percentual é ainda maior (53%) entre os homens. De modo geral, 91% dos idosos no Brasil contribuem com o orçamento da residência, sendo que em 25% dos casos colaboram com a mesma quantia que os demais membros da família. Somente 9% não ajudam com as despesas.

  • Publicado em Economia

Inflação entre idosos cresce no 3T17

O Índice de Preços ao Consumidor da Terceira Idade (IPC-3i), que mede a variação da cesta de consumo de famílias majoritariamente compostas por indivíduos com mais de 60 anos de idade, registrou no terceiro trimestre de 2017, variação de 0,68%, segundo dados da Fundação Getulio Vargas (FGV). Em 12 meses, o IPC-3i acumula alta de 3,53%. Com este resultado, a variação do indicador ficou acima da taxa acumulada pelo IPC-BR, que foi de 3,17%, no mesmo período.

Brasil terá 1 milhão de idosos a mais por ano até 2060

Diante do envelhecimento da população e de distorções nas regras atuais da Previdência, uma reforma se faz urgente. A avaliação é de Rogério Nagamine, coordenador de Previdência do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Segundo ele, a população idosa vai aumentar em 1 milhão por ano até 2060.

Quase metade dos idosos investe na poupança, mostra SPC Brasil e CNDL

Velha conhecida dos brasileiros, a poupança ainda hoje é o investimento mais escolhido também pelos idosos. É o que mostra uma pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) em todo o país: quase metade (50,4%) dos consumidores com 60 anos ou mais possuem ao menos um tipo de investimento, sendo que a poupança é citada por 45,6% deles. Os outros principais investimentos se encontram bem abaixo no ranking: previdência privada (10,4%) e fundos de investimento como renda fixa e fundos de ações (9,7%).

Turismo depois dos 60

A população idosa no Brasil está crescendo. Segundo relatório do Banco Mundial, em 2050 a estimativa é que 65 milhões de brasileiros tenham mais de 60 anos. Além de viver mais, os brasileiros estão vivendo melhor, com mais qualidade de vida e querendo conhecer cada vez mais os destinos turísticos brasileiros. Na semana que se celebra o Dia do Idoso - 01 de outubro - o Ministério do Turismo apresenta um perfil sobre o viajante acima de 60 anos e acaba de lançar a cartilha Dicas para atender bem turistas idosos.

Fraude bancária contra idoso ultrapassa R$ 2 milhões

O idoso Paulo Soares Terra, de​ 83 anos, é portador de uma grave doença degenerativa do cérebro, a Demência Fronto-Temporal (DFT). Aposentado, todos os seus recursos são destinados a seu tratamento, que é caro, longo e desgastante. Entretanto, ele já não pode dedicar seus bens à sua saúde, dada a uma fraude realizada ​no banco Bradesco, onde ele teve sua assinatura falsificada e usada para contratar diversos empréstimos ilegítimos, além de saques ilegais de sua conta pessoal. A cifra ultrapassa os​ 2 milhões de reais.​

Negócios para idosos devem crescer nos próximos anos

A população de idosos deve crescer nas próximas décadas e a expectativa do brasileiro, que era de 45 anos em 1950, já chegou a 75 anos. Em 2050, a proporção dos que têm mais de 60 anos terá alcançado 30% da população e a expectativa chegará a 80 anos. A mudança drástica na faixa etária dos brasileiros deverá afetar a criação de produtos e serviços.

Assinar este feed RSS