Sicredi amplia captação de previdência em 79%

Sicredi amplia captação de previdência em 79% Foto: Divulgação Sicredi amplia captação de previdência em 79%

Superior à média do mercado, captação pela instituição financeira cooperativa passou de R$ 35,3 milhões para R$ 63,2 milhões no primeiro semestre deste ano

A incerteza sobre a Reforma da Previdência Social fez com que a previdência privada ganhasse destaque. O Sicredi – instituição financeira cooperativa com mais de 3,5 milhões de associados e atuação em 21 estados brasileiros – viu a sua captação líquida de previdência crescer 79% no primeiro semestre de 2017, na comparação com o mesmo período do ano passado, com o valor de captação passando de R$ 35,3 milhões para R$ 63,2 milhões. O dado é superior à média de mercado que, na comparação entre o primeiro semestre de 2017 e 2016, desacelerou 7,1%.

“O Sicredi oferece planos de previdência que possibilitam ao associado o acesso a fundos mais rentáveis que, em geral, somente são acessados por investidores com maior capacidade de aportes”, afirma Jeferson Rasmussen Betemps, gerente de produtos Vida e Previdência da Corretora de Seguros do Sicredi. Para o segundo semestre, a expectativa é de que a reserva em previdência privada do Sicredi encerre este ano com um crescimento de 27% em relação a dezembro de 2016.

Além do acesso facilitado, o Sicredi tem ainda como diferencial taxas de administração menores que a média de mercado. Exemplo disso é que em 83% dos casos de análise de portabilidade realizados pela Corretora de Seguros, os planos do Sicredi demonstraram taxas mais atrativas que o mercado.

Outro ponto que contribuiu para o índice elevado foi o investimento do Sicredi na educação financeira dos próprios colaboradores. “Observamos que era importante ressaltar o papel fundamental da previdência privada internamente. Com isso, desenvolvemos, em conjunto com a nossa parceira Icatu Seguros, a Oficina do Futuro, um programa de capacitação interna que já contou com a participação de mais de dez mil colaboradores, sendo dois mil apenas em 2017. Deste modo, mediante um atendimento mais consultivo, os colaboradores capacitados ficaram ainda mais preparados para atender os associados, despertando a importância de se planejar o futuro por meio de um plano de previdência privada”, conta Betemps.

(Redação - Agência IN)