Empresas Subaru e Triumph chamam recall de veículos

Empresas Subaru e Triumph chamam recall de veículos Foto: Divulgação Empresas Subaru e Triumph chamam recall de veículos

A CAOA Montadora de Veículos Ltda. e a Triumph - Fabricação de Motocicletas de Manaus Ltda anunciaram o recall de seus automóveis e motocicletas, respectivamente.

No caso da CAOA, o recall abrange os modelos Subaru Forester 2.0 e 2.5 Turbo, Subaru WRX STI 2.5 Hatch, Subaru WRX 2.5 Sedan e Hatch, Subaru IMPREZA 1.5 Hatch e Subaru IMPREZA 2.0 Sedan e Hatch.

Os veículos apresentam uma possível falha de vedação na estrutura do airbag frontal do lado do passageiro, podendo ocasionar a projeção de fragmentos de metal no interior do veículo.

De acordo com as informações da CAOA, a campanha de chamamento tem início do atendimento aos consumidores em 6 de fevereiro de 2017 e abrange 2.371 veículos importados.

Os automóveis foram colocados no mercado de consumo com numeração de chassi não sequencial compreendida entre os seguintes intervalos:

9G015311 a 9G068570, para os veículos Subaru Forester 2.0 e 2.5 Turbo, ano-modelo 2009, com data de fabricação de 26 de março de 2008 a 23 de dezembro de 2008;

8G030360 a 9G056298, para os veículos Subaru WRX STI 2.5 Hatch, ano-modelo 2008 até 2009, com data de fabricação de 09 de fevereiro de 2008 a 09 de dezembro de 2008;

8G018484 a 8G040253 e 9G002414 a 9G056674, para os veículos Subaru WRX 2.5 Sedan e Hatch, ano-modelo 2008 até 2009, com data de fabricação de 31 de outubro de 2007 a 19 de dezembro de 2008;

8G022074 a 9G052224, para os veículos Subaru Impreza 1.5 Hatch, ano-modelo 2008 até 2009, com data de fabricação de 30 de novembro de 2007 a 22 de setembro de 2008;

8G022267 a 8G040273 e 9G002406 a 9G056680, para os veículos Subaru Impreza 2.0 Sedan e Hatch, ano-modelo 2008 até 2009, com data de fabricação de 03 de dezembro de 2007 a 19 de dezembro de 2008.

Quanto aos riscos à saúde e segurança dos consumidores, a CAOA destacou ter constatado que "esses fragmentos poderão causar, em situações extremas, lesões físicas graves ou fatais aos ocupantes do veículo".

Mais informações podem ser obtidas junto à CAOA, por meio do telefone 0800-770-2011, ou pelo site: www.subaru.com.br/recalls-subaru. Detalhes sobre a campanha também estão disponíveis no site do Ministério da Justiça e Cidadania (MJC).

Motocicletas Thruxton

A Triumph também anunciou o recall das motocicletas Triumph, modelos Thruxton 1200R, StreetTwin e Bonneville T120, todos do ano 2016. Uma falha no chicote secundário conectado ao tanque de combustível pode gerar curto circuito e, em casos extremos, risco de incêndio.

De acordo com a Triumph, a campanha tem início do atendimento em 10 de dezembro e abrange 138 motocicletas, produzidas no período de 3 de novembro de 2015 a 19 de agosto de 2016, para todos os modelos afetados, e colocadas no mercado de consumo, com numeração de chassi, não sequencial, compreendidas entre os intervalos:

97ND21HF0GM759848 a 97ND21HFXGM759856, para as motocicletas Thruxton 1200R;

97ND31GN0GM7A1744 a 97ND31GNXGM757A82 para as motocicletas StreetTwin;

97ND40HL0GM761612 a 97ND40HLXGM761617, para as motocicletas Bonneville T120.

A empresa informou "que o chicote secundário conectado ao tanque de combustível possui defeito de fabricação, por conta de falha na vedação da conexão dos cabos, o que por consequência, poderá ocasionar o contato da peça com o combustível, podendo gerar curto circuito e, em casos extremos, risco de incêndio". Logo, afirma que "poderá causar acidente com danos físicos e materiais ao condutor, ao garupa e a terceiros".

A Triumph pode dar mais informações no telefone 0800 727 2025, pelo e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ou pelo site triumphmotorcycles.com.br.

Seus direitos

O Código de Defesa do Consumidor determina que o fornecedor repare ou troque o produto defeituoso a qualquer momento e de forma gratuita. Se houver dificuldade, a recomendação é procurar um dos órgãos de proteção e defesa do consumidor. As informações são do Portal Brasil.

(Redação - Agência IN)