Cuidado com golpes e fraudes ao comprar via Internet

  •  
Cuidado com golpes e fraudes ao comprar via Internet Foto: Divulgação Cuidado com golpes e fraudes ao comprar via Internet

A Black Friday, evento comercial tradicional nos Estados Unidos que acontece na sexta-feira após o feriado de Ação de Graças, está se tornando cada vez mais popular no Brasil. A Intel Security alerta os consumidores para que fiquem mais atentos pois, apesar de ser uma boa oportunidade para realizar compras com bons descontos, a data também cria inúmeras oportunidades para que cibercriminosos realizem golpes e fraudes.

No ano passado, os brasileiros gastaram mais de R$ 800 milhões na Black Friday. No dia 27 de novembro haverá mais uma edição do evento e a expectativa é bastante alta. Segundo a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm) a edição de 2015 deve ter faturamento superior a R$ 1 bilhão.

Thiago Hyppolito, engenheiro de produtos da Intel Security, comenta que com a crescente popularidade do evento e o grande volume de transações bancárias envolvido, podemos esperar que os cibercriminosos preparem diversas armadilhas para os compradores mais desavisados. A criação de sites fraudulentos, a divulgação de ofertas falsas, o envio de malwares escondidos em e-mails e o furto de dados são atividades que tendem a aumentar neste período.

Para o especialista, vários fatores devem ser observados para evitar tornar-se uma vítima da Black Friday. “Muitas pessoas se impressionam com as ofertas anunciadas e se esquecem de tomar os devidos cuidados para se proteger de fraudes. O dispositivo usado, o e-mail recebido, o site em que será realizada a compra e até a rede em que você está conectado podem conter vulnerabilidades e precisam de atenção para que as compras sejam realizadas de forma bem sucedida e sem complicações futuras”, comenta Hyppolito.

Veja algumas dicas da Intel Security para evitar ser vítima de golpes on-line na Black Friday:

Pesquise os preços com antecedência - Muitas lojas aumentam os preços na proximidade da data para depois fraudar um desconto que na realidade não existe. Pesquise os preços do que pretende comprar e use sites e aplicativos que permitem checar a alteração dos preços dos produtos.

Desconfie de ofertas boas demais – Em um golpe bastante comum, criminosos criam sites de lojas falsas que realizam a venda, mas não entregam os produtos. Se uma oferta anuncia um smartphone por um valor muito menor do que ele custa normalmente, alguma coisa está errada.

Não compre em sites desconhecidos ou suspeitos – Pesquise sobre a reputação da loja em sites de reclamação na internet e verifique se a loja tem telefone e endereço físico. Você também pode verificar a legitimidade olhando para alguns indicadores de segurança. Por exemplo, um símbolo de cadeado fechado na barra de endereços do navegador mostra que a transação é criptografada.

Mantenha seus dispositivos atualizados - Use software de segurança abrangente em todos os seus dispositivos como o McAfee LiveSafe, além de manter as versões mais recentes do navegador Web e sistemas operacionais. Agregar uma solução de segurança abrangente com atualizações de dispositivos regularmente é uma das melhores coisas que você pode fazer para obter mais segurança.

Não clique em links recebidos por e-mail - Nessa época muitas pessoas receberão e-mails com ofertas sobre a Black Friday. É importante nunca clicar em um link recebido por e-mail, ele pode te direcionar para um site fraudulento ou instalar um malware na sua máquina. Ao receber uma boa oferta por e-mail, procure no navegador o site oficial da loja para checar se a oferta é verdadeira.

Nunca realize compras conectado em redes wi-fi públicas – Os hackers conseguem facilmente interceptar dados de redes abertas ou até mesmo criar redes com nomes similares a de estabelecimentos como cafés, restaurantes, hotéis e aeroportos para roubar os dados que trafegarem nessas redes.

Muito cuidado com o phishing – O phishing é uma categoria de golpe on-line que tenta obter informações pessoais das vítimas. Nesta época, cibercriminosos enviam e-mails falsos de endereços aparentemente legítimos, persuadindo os consumidores a revelar informações pessoais, pedindo para verificar os dados de uma compra on-line ou solicitando o cadastro dados para obter um desconto especial, por exemplo.

(Redação - Agência IN)