Transações correntes apresentaram superávit de US$2,9 bi

No mês, as transações correntes apresentaram superávit de US$2,9 bilhões, novamente influenciado por saldo comercial recorde. As transações correntes registraram déficit de US$18,1 bilhões, equivalente a 0,96% do PIB, nos doze meses encerrados em maio. Na conta financeira, os ingressos líquidos de investimentos diretos no país somaram US$2,9 bilhões no mês, acumulando US$80,7 bilhões nos últimos doze meses, ou 4,28% do PIB.

Reservas internacionais totalizaram US$377,7 bi em maio

Em maio, as reservas internacionais totalizaram US$377,7 bilhões no conceito liquidez, aumento de US$1,4 bilhão em relação ao mês anterior, segundo dados do Banco Central (BC). O estoque de linhas com recompra apresentou redução de US$150 milhões, em comparação ao mês anterior. 

Dívida externa totalizou US$314,3 bilhões em maio

A posição da dívida externa bruta estimada para maio de 2017 totalizou US$314,3 bilhões, elevação de US$62 milhões em relação à posição de março, segundo dados do Banco Central (BC). A dívida externa estimada de longo prazo atingiu US$262,2 bilhões, aumento de US$445 milhões, enquanto o endividamento de curto prazo somou US$52,1 bilhões, redução de US$383 milhões.

BC mantém projeção de crescimento do PIB em 0,5%

O Banco Central (BC) manteve a projeção para o crescimento da economia este ano e reduziu estimativa para a inflação. De acordo com o Relatório de Inflação, divulgado hoje (22), em Brasília, a projeção para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB), a soma de todos os bens e serviços produzidos no país, segue em 0,5% para 2017.

IBC-Br sobe 0,28% em abril

A atividade econômica avançou 0,28% em abril com relação ao mês imediatamente anterior, na série dessazonalizada, de acordo com informações divulgadas hoje, 16, através do Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br).

BC: redução de corte na Selic deve se mostrar adequada

O Banco Central (BC) sinalizou que pode reduzir o ritmo de cortes na taxa básica de juros, a Selic. A informação consta da ata da última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do BC, que diminuiu a taxa em 1 ponto percentual para 10,25% ao ano.

Dívida mobiliária federal totalizou R$3.123,2 bilhões em abril

A dívida mobiliária federal interna fora do Banco Central, avaliada pela posição de carteira, totalizou R$3.123,2 bilhões (49,2% do PIB) em abril, registrando acréscimo de R$9,4 bilhões em relação ao mês anterior, segundo dados do Banco Central (BC). O resultado refletiu resgates líquidos de R$12,4 bilhões, acréscimo de R$0,1 bilhão em razão da depreciação cambial e incorporação de juros de R$21,6 bilhões.

Assinar este feed RSS