Inflação próxima à meta abre espaço para Selic cair para um dígito até o final do ano, aponta SPC

O Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) considera positivo para a economia a decisão anunciada nesta quarta-feira pelo Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central em reduzir a taxa básica de juros (Selic) em 1,0 ponto percentual de 12,25% para 11,25%, o mais baixo patamar desde outubro de 2014. A decisão do Copom reflete a desaceleração dos preços dos últimos meses e a expectativa do mercado de que a inflação poderá até mesmo ficar abaixo do centro da meta ao final de 2017, fato que não acontece desde 2009.

Aceleração da queda da taxa de juros é decisão acertada, considera FIRJAN

O Sistema FIRJAN considera acertada a decisão do Copom de acelerar a queda da taxa de juros, na medida em que a inflação está em trajetória cadente e a atividade econômica ainda não mostrou sinais claros de recuperação. De fato, a inflação deve encerrar o ano abaixo da meta de 4,5%, fato que não ocorre há oito anos, ao passo que as expectativas para o crescimento do PIB não só permanecem inferiores a 1% como têm sido revisadas para baixo há quatro semanas.

 

Banco Central acertou na redução da Selic, diz Associação Comercial de SP

Para o superintendente institucional da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), Marcel Solimeo, o Banco Central acertou na redução da taxa básica de juros.

“É um corte muito bem-vindo. Com a queda de preços já dentro da meta para o ano, é preciso reduzir rapidamente a diferença entre a Selic e a inflação. Mais do que isso, a decisão do BC é uma ação concreta para alavancar a retomada da economia e, principalmente, conter o desemprego”, analisa Solimeo.

(Redação - Agência IN)

BullMark Financial Group aposta na redução de 1 pp na Selic

O BullMark Financial Group prevê que o Comitê de Política Monetária (Copom) tem subsídios para realizar um corte de 1 ponto percentual, trazendo a Selic para 11,25%. A expectativa de corte se deve à diminuição do crescimento do PIB para 0,5%. “Como as projeções do governo continuam de queda da inflação, inclusive surpreendendo positivamente em março, acreditamos que corte de 1 ponto percentual é o mais provável”, explica Renato Nobile, CEO da BullMark. A gestora financeira aposta que a taxa Selic feche o ano em 8,5%.

Copom inicia hoje (11) reunião para definir taxa Selic

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) inicia hoje (11) a terceira reunião deste ano para definir a taxa básica de juros, a Selic. Instituições financeiras, consultadas pelo BC, esperam que a Selic seja reduzida em 1 ponto percentual para 11,25% ao ano.

Mercado financeiro espera que Selic caia de 12,25% para 11,25%

Instituições financeiras, consultadas pelo Banco Central (BC), esperam que a taxa básica de juros, a Selic, seja reduzida em 1 ponto percentual indo para 11,25% ao ano, na reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), marcada para amanhã (11) e quarta-feira (12), em Brasília.

Cortes maiores na Selic são prováveis para os próximos meses

Devido à incerteza quanto ao cenário econômico de 2018, o Banco Central poderá acelerar os cortes na taxa básica de juros, a Selic, para não ter que alongar o ciclo para além de onde não consegue enxergar. A opinião é de Carlos Thadeu de Freitas, economista-chefe da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

Assinar este feed RSS