Resultados corporativos chamam a atenção

  •  
Resultados corporativos chamam a atenção (Foto: Divulgação) Resultados corporativos chamam a atenção

Nesta quinta-feira, 26, as principais bolsas de valores globais devem apresentar ganhos, com investidores avaliando dados empresariais e as medidas do novo governo de Donald Trump. Diante deste cenário, os índices europeus e o indicador futuro das bolsas norte-americanas operam em campo positivo.

De acordo com relatório diário do Bradesco, os mercados acionários operam com tendência de alta nesta quarta-feira, impulsionados pelo otimismo com os resultados corporativos do quarto trimestre, divulgados nos últimos dias. 

Ásia

Na Ásia, as bolsas finalizaram o pregão desta quinta-feira com ganhos, destaque para a nova alta de 1,8% em Tóquio.

Europa

Já no mercado europeu, as bolsas apresentam ganhos nesta manhã, refletindo o resultado do Produto Interno Bruto do Reino Unido.

O Produto Interno Bruto (PIB) do Reino Unido subiu 2% em 2016, dois décimos menos que em 2015, enquanto aumentou 0,6% no último trimestre do ano passado, logo depois do referendo no qual o sim para o "Brexit" foi o vencedor. O Escritório Nacional de Estatísticas (ONS, na sigla em inglês), cujos dados são preliminares, informou que o crescimento do PIB entre outubro e dezembro de 2016 foi igual ao trimestre anterior.

Por outro lado, o índice de confiança dos consumidores alemães deve subir em fevereiro, conforme divulgado hoje pelo instituto GFK. O indicador deve ficar em 10,2 pontos, uma alta em relação aos 9,9 pontos de janeiro.

Estados Unidos

Em Wall Street, o indicador futuro das bolsas norte-americanas aponta para uma abertura em campo positivo. Investidores ainda avaliam as medidas do novo governo de Donald Trump, que devem favorecer as empresas norte-americanas.

Brasil

Aqui no Brasil, o Ibovespa deverá acompanhar o desempenho dos pares externos.

Agenda

O Índice de Confiança do Comércio (ICOM) da Fundação Getulio Vargas subiu 0,6 ponto em janeiro de 2017, ao passar de 78,3 para 78,9 pontos, o maior nível desde outubro passado. Na métrica de médias móveis trimestrais, o índice recuou -0,3 ponto no mês.

Empresas

Do lado corporativo, o Santander Brasil registrou lucro líquido de R$ 7,339 bilhões em 2016, e R$ 1,989 nos três últimos meses do ano. O resultado equivale a um avanço anual de 10,8%, ou 5,6% entre o terceiro e o quarto trimestre. Na comparação entre o lucro registrado no quarto trimestre de 2016 com o mesmo período de 2015, a evolução é de 23,7%. 

Câmbio

Para finalizar, no mercado de câmbio, o dólar deverá apresentar ganhos em relação às demais moedas globais.

(MR – Agência IN)