Lista de Janot e Operação Carne Fraca marcaram a última semana

Lista de Janot e Operação Carne Fraca marcaram a última semana Foto: Divulgação Lista de Janot e Operação Carne Fraca marcaram a última semana

Decisão do FED nos Estados Unidos, nova avaliação da agência Moody’s para o Brasil e pedido no Senado para fim de foro privilegiado também são destaques dos últimos dias.

BRASIL 
Mercados domésticos 
A inflação medida pelo IGP-10 em março deste ano chegou a 0,05% em março. Em fevereiro, o resultado registrado em fevereiro foi de 0,14%. Na última semana também foi divulgado o nível de emprego na indústria paulista, que caiu 0,14% em fevereiro. 

A agência de risco Moody's modificou a perspectiva de rating de 30 bancos no Brasil e da BM&F Bovespa de "negativa" para "estável". A iniciativa indicou a reversão de uma tendência de piora que estava vigente desde 2015, ano em que o país perdeu a classificação “grau de investimento”. A mudança na avaliação da agência ocorreu porque houve entendimento de que as condições da economia brasileira caminham para a estabilidade, com sinais de recuperação após um período de retração. 

Cenário Político 
Nessa última semana, o Procurador-geral da República, Rodrigo Janot, realizou 83 pedidos de inquérito ao Supremo Tribunal Federal (STF). A lista era bastante aguardada e conta com nomes de ministros do atual governo, governadores, senadores, deputados e também ex-presidentes. 

Outro destaque na política ficou por conta de que boa parte do Senado assinou pedido para a favor de uma votação pelo fim do foro privilegiado. A iniciativa pode ajudar a acelerar esse processo na casa.

O Tribunal de Contas da União (TCU) solicitou que a Controladoria-Geral da União (CGU) altere os processos de negociação de acordos de leniências a fim de evitar irregularidades e favorecimentos às empreiteiras investigadas na Operação Lava Jato. 

Cenário Corporativo 
A Justiça Federal de Minas Gerais homologou parcialmente o Termo de Ajustamento Preliminar (TAP) efetuado com o Ministério Público Federal (MPF) pela Samarco e suas acionistas, a Vale (VALE5) e a BHP Billiton Brasil. A Vale afirmou que o termo determina procedimentos e também um cronograma para definição de um acordo final, além da contratação de empresas especializadas para assessoria técnica ao MPF. 

A Operação da Polícia Federal, denominada Crane Fraca, causou queda nas ações da JBS (JBSS3) e BRF (BRFS3). As investigações averiguaram um esquema de venda ilegal de carnes. Por causa disso, a Bovespa fechou em queda na última sexta-feira (17), pressionada pelas baixas dessas empresas de alimentos. As ações da BRF alcançaram o menor patamar desde 2012.

MUNDO 
EUA 
Na última quarta-feira (15), o Federal Reserve decidiu subir a taxa dos FED Funds para o intervalo entre 0,75% e 1,00%. A taxa de desconto foi elevada em 0,25 ponto porcentual, chegando a 1,50%. Os dirigentes do órgão esperam que haja três elevações de juros ainda este ano, o que implica a ocorrência de mais duas altas em 2017. 

O índice de preços ao consumidor nos Estados Unidos cresceu 0,1% em fevereiro, frente ao mês de janeiro. O número de pedidos de auxílio desemprego nos EUA, por sua vez, caiu 2 mil na semana, fechando o período em 241 mil. Os estoques de petróleo dos Estados Unidos tiveram queda de 237 mil barris na semana encerrada em 8 de março, para 528,156 milhões de barris, segundo o Departamento de Energia. 

Europa 
A produção industrial da zona do euro cresceu no primeiro mês do ano, mas seu desempenho frustrou as expectativas. A produção do bloco na indústria subiu 0,9% em janeiro em relação a dezembro e houve crescimento anual de 0,6% no período. 

O índice de preços ao consumidor (CPI) da zona do euro avançou 2% na comparação anual de fevereiro. O resultado indica um ganho de força frente ao aumento registrado em janeiro. O Banco da Inglaterra decidiu manter sua taxa básica de juros na mínima histórica de 0,25%, bem como o volume do programa de compras de bônus soberanos em 435 bilhões de libras. 

Ásia 
O Banco do Povo da China elevou os juros de curto prazo do sistema interbancário em 0,10 ponto percentual. A taxa de referência de 07 dias subiu de 2,35% para 2,45%. A taxa de empréstimo especial para as instituições financeiras também aumentou 0,1 ponto porcentual. 

O Banco do Japão, por sua vez, decidiu não alterar sua política monetária, com a taxa de depósito situando-se em - 0,1%. O presidente do BC japonês disse que pretende manter amplos estímulos monetários até que a inflação se volte para sua meta oficial de 2%.

(Redação - Agência IN)