Ibovespa sobe 0,92% em linha com o exterior

  •  
Ibovespa sobe 0,92% em linha com o exterior (Foto: Divulgação) Ibovespa sobe 0,92% em linha com o exterior

Nesta sexta-feira, 07, o principal índice acionário da BM&FBovespa, o Ibovespa, apresenta ganhos em linha com o mercado externo. Há pouco, o índice, operava com alta de 0,92%, aos 64.816 pontos. O giro financeiro da bolsa marcava R$ 4.109 bilhões.

De acordo com relatório diário da Lerosa Investimentos, o mercado tende a acompanhar o cenário externo e repercutir as projeções de perdas com o novo recuo da reforma da Previdência anunciado ontem, que pode chegar a até 20%. Calmaria no lado político e menor pressão inflacionária, com divulgação do IPCA de março em linha com as expectativas e próximo à meta de 4,5% no acumulado de 12 meses são aspectos positivos na abertura, porém comportamentos mistos das commodities e cenário geopolítico podem repercutir negativamente ao longo do dia.

Entre as oscilações positivas em destaque na sessão estão os papéis da JBS (ON) que avançavam 4,32% e a Usiminas (PNA) que apresentavam alta de 3,55%. Em contrapartida, entre os destaques negativos, estão os papéis da WEG (ON), que decaíram 0,80% e da Equatorial (ON) que recuavam 0,66%.

Agenda

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de março variou 0,25% e ficou abaixo dos 0,33% de fevereiro em 0,08 ponto percentual (p.p.), segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Com impacto de 0,15 p.p., a maior parte do índice de março ficou na conta da energia elétrica, que subiu 4,43% e levou o grupo habitação a atingir 1,18%, a mais elevada variação de grupo.

Já o Indicador Antecedente de Emprego (IAEmp) da Fundação Getulio Vargas avançou 4,6 pontos em março, atingindo 100,5 pontos, considerando-se dados ajustados sazonalmente. Após o terceiro avanço consecutivo, o indicador acumula 10,5 pontos de alta no ano, sinalizando uma continuidade na tendência de melhora gradual do mercado de trabalho no que tange ao saldo entre a quantidade de novas vagas e de desligamentos.

Exterior

Entre os dados externos, a produção industrial alemã registrou alta de 2,2% em fevereiro deste ano, na comparação com janeiro, segundo dados divulgados hoje pelo escritório de estatísticas alemão, o Destatis. O dado veio acima do que o esperado pelo mercado, que previa uma queda para 0,2%. No mês anterior, houve um aumento de 2,2%.

Já nos EUA, a taxa de desemprego ficou em 4,5% em março, informou o departamento do Trabalho. O número ficou abaixo dos 4,7% de fevereiro e abaixo do esperado por analistas (4,7%). Além disso, o Departamento de Trabalho dos Estados Unidos informou que o valor do rendimento médio por hora registrou alta em março deste ano. Segundo dados oficiais, o valor do rendimento médio por hora registrou ganhos de 0,2% em comparação a alta de 0,3% no mês anterior. Analistas esperam uma alta de 0,2%.

(MR – Agência IN)