Ibovespa recua 1,95% nesta quarta-feira

Ibovespa recua 1,95% nesta quarta-feira (Foto: Divulgação) Ibovespa recua 1,95% nesta quarta-feira

O principal índice acionário da BM&FBovespa, o Ibovespa, apresenta perdas nesta quarta-feira, 17, em linha com o mercado externo. Há pouco, o índice, operava com queda de 1,95%, aos 67.345 pontos. O giro financeiro da bolsa marcava R$ 5.334 bilhões.

De acordo com relatório diário da Lerosa Investimentos, o mercado tende a acompanhar o mau humor do exterior, ainda ancorados nas expectativas em torno do andamento das reformas no Congresso. Expectativa é de que avancem as negociações em torno da reforma previdenciária, com novas concessões aos deputados. Ainda, teremos a retomada do julgamento da chapa presidencial junto ao TSE no início de junho, com possibilidade de separação da chapa.

Entre as oscilações positivas em destaque na sessão estão os papéis da Qualicorp (ON) que avançavam 1,89% e a CPFL (ON) que apresentavam alta de 0,04%. Em contrapartida, entre os destaques negativos, estão os papéis da Smiles (ON), que decaíram 4,58% e da Embraer (ON) que recuavam 4,31%.

Agenda

Impulsionado pelo setor de açúcar e álcool, o nível de emprego na indústria paulista fechou mais um mês no positivo (em março, o saldo foi de 9,5 mil contratações). Em abril foram gerados 8,5 mil postos de trabalho, alta de 0,39% na comparação com o mês anterior, na série sem ajuste sazonal. Com ajuste, há recuo de 0,29% no mês. Os dados são da Pesquisa de Nível de Emprego do Estado de São Paulo, feita pelo Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos da Fiesp e do Ciesp (Depecon).

Contudo, o PIB brasileiro, na série dessazonalizada, cresceu 1,19% no primeiro trimestre deste ano quando comparado com o quarto trimestre de 2016, segundo dados da Fundação Getulio Vargas (FGV). Esta é a primeira taxa positiva após oito trimestres consecutivos negativos. Ainda na análise da série ajustada sazonalmente, a taxa de março foi positiva em 0,04%, em comparação a fevereiro.

Exterior

No exterior, a produção industrial do Japão recuou 1,9% no mês de março, na comparação com o mês anterior, segundo dados divulgados hoje pelo Ministério da Economia do país. Na leitura anterior, houve uma queda de 2,1%.

Já o Índice de Preços ao Consumidor (CPI, na sigla em inglês) nos 17 países que compõem a zona do euro apontou inflação mensal de 0,4% em abril deste ano, segundo informações divulgadas hoje pelo Escritório de Estatísticas da União Europeia, Eurostat. Analistas previam variação de 0,4% no período.

Por fim, a taxa de desemprego do Reino Unido ficou em 4,6% nos três meses encerrados em março, ante taxa de 4,7%, segundo informações divulgadas hoje pela Agência de Estatísticas do país, National Statistics. Analistas previam estabilidade do indicador.

(MR – Agência IN)