Bolsas sobem com discurso de Janet Yellen

Bolsas sobem com discurso de Janet Yellen (Foto: Divulgação) Bolsas sobem com discurso de Janet Yellen

Investidores avaliam discurso de Janet Yellen e bolsas devem apresentar ganhos nesta quinta-feira, 13. Com isso, as bolsas europeias e norte-americanas operam em campo positivo nesta manhã.

De acordo com relatório diário do Bradesco, os mercados acionários operam em alta nesta quinta-feira, impulsionados pelo discurso da presidente do Fed Janet Yellen, feito ontem no Congresso norte-americano, sugerindo que a alta dos juros norte-americanos deve ser continuar de forma bastante gradual.

Ásia

Na Ásia, as bolsas fecharam o pregão com ganhos, com destaque para a alta de 1,2% de Hong Kong.

Europa

Enquanto isso, na Europa, as bolsas apresentam ganhos nesta manhã.

Por lá, o índice de preços ao consumidor alemão ficou estável em 0,2% no mês de junho, na comparação com o mês anterior, segundo dados divulgados hoje pela agência de estatística do país, Destatis. Em relação ao mesmo mês de 2016, o índice apresentou ganhos de 1,6%.

Estados Unidos

Em Wall Street, o indicador futuro das bolsas norte-americanas aponta para uma abertura em campo positivo.

Entre os dados locais, o Departamento de Trabalho do país anunciou que os pedidos semanais de auxílio-desemprego registraram queda. Na semana terminada em 07 de julho, foram registrados 247 mil pedidos de seguro-desemprego. Na semana anterior, foram registrados 250 mil pedidos.

Além disso, o índice de preços ao produtor (PPI, na sigla em inglês) dos Estados Unidos subiu 0,1% em junho deste ano, um resultado acima do esperado pelo mercado (+0,0%). Os dados foram divulgados pelo Departamento de Trabalho do País.

Brasil

Aqui no Brasil, o mercado deve acompanhar o movimento do exterior e seguindo atento ao ambiente político doméstico.

Agenda

No mês de maio de 2017, o setor de serviços ficou praticamente estável em relação a abril, com uma taxa de 0,1% no volume de serviços prestados, na série livre de influências sazonais, após ter registrado crescimento de 1,0%, em abril, e recuo de 2,6%, em março, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Câmbio

Por fim, no mercado de câmbio, o dólar deverá apresentar perdas em relação às demais moedas globais.

(MR – Agência IN)