Bolsas devem recuar com tensões geopolíticas

  •  
Bolsas devem recuar com tensões geopolíticas (Foto: Divulgação) Bolsas devem recuar com tensões geopolíticas

As principais bolsas de valores globais devem apresentar movimento de queda nesta sexta-feira, 08, influenciadas pelas tensões geopolíticas na faixa de Gaza e na Ucrânia se somaram às retaliações da Rússia ao Ocidente e à autorização do presidente Barack Obama para ataques aéreos no Iraque, caso seja necessário.

 

Diante deste cenário, a maioria das bolsas asiáticas encerrou em baixa o último pregão da semana. A bolsa de Shanghai, no entanto, exibiu ligeira alta, refletindo a surpresa positiva com a balança comercial chinesa.

Enquanto isso, na Europa, as bolsas exibem perdas e os índices futuros norte-americanos apontam para queda na abertura do mercado. Seguindo o cenário externo, a bolsa brasileira deve recuar na sessão de hoje.

E abrindo a agenda de indicadores internos, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) anunciou que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) do mês de julho apresentou variação de 0,01%, bem abaixo da taxa de 0,40% de junho. É a menor taxa desde 2010, quando se registrou 0,01% em julho e 0,00% em junho. A desaceleração de julho foi fortemente influenciada pelos grupos Transportes, com queda de 0,98% contra alta de 0,37% em junho, e Despesas Pessoais, que de 1,57% em junho passou para 0,12%.

Além disso, a Fundação Getulio Vargas (FGV) anunciou que o Índice de Preços ao Consumidor - Semanal (IPC-S) de agosto de 2014 apresentou variação de 0,16%, 0,06 ponto percentual (p.p.) acima da taxa registrada na última divulgação. Nesta apuração, quatro das oito classes de despesa componentes do índice apresentaram acréscimo em suas taxas de variação. A principal contribuição para o avanço da taxa do índice partiu do grupo Alimentação (-0,25% para 0,02%).

Para finalizar, no mercado de câmbio, o dólar deverá apresentar ganhos em relação as demais moedas globais.

(MR – Agência IN)