Bolsas apresentam perdas nesta quinta-feira

Bolsas apresentam perdas nesta quinta-feira (Foto: Divulgação) Bolsas apresentam perdas nesta quinta-feira

Aumento das tensões entre Ucrânia e Rússia deixam investidores preocupados e as principais bolsas de valores globais apresentam perdas nesta quinta-feira, 28. Além disso, dados da agenda mundial influenciam o pregão. Aqui no Brasil, o Ibovespa recua 0,72%.

Na Ásia, as bolsas encerraram em queda o pregão desta quinta-feira, pressionadas por resultados corporativos abaixo do esperado na China e pelas maiores tensões na Ucrânia.

Enquanto isso, na Europa, as bolsas também recuaram diante da queda do índice de sentimento econômico de agosto que surpreendeu negativamente.

Em Frankfurt, o DAX caiu 1,12%, a 9.462,56 pontos. Em Londres, o FTSE 100 recuou 0,36%, a 6.805,80 pontos, enquanto o CAC 40 teve queda 0,66%, a 4.366,04 pontos.

O Índice de Sentimento Econômico da Área do Euro recuou de 102,1 pontos em julho para 100,6 em agosto. O indicador, que apura a confiança de empresas e consumidores, registrou um resultado inferior ao esperado (101,5).

Em Wall Street, o cenário não diferente e as bolsas recuam. Com isso, o índice Dow Jones recua 0,17% aos 17.093 pontos; o S&P 500 cai 0,09% a 1.998 pontos; e a bolsa eletrônica Nasdaq apresenta perdas de 0,17% aos 4.561 pontos.

Por lá, o Departamento do Comércio anunciou que o crescimento econômico nos Estados Unidos foi revisado em alta no segundo trimestre, de acordo com uma nova estimativa. O Produto Interno Bruto (PIB) cresceu 4,2% em termos anuais de abril a junho, depois de ter baixado 2,1% no primeiro trimestre devido a um inverno severo.

Além disso, os pedidos de seguro desemprego registraram uma leve queda no país, surpreendendo os analistas. Na semana terminada em 23 de agosto foram registrados 298.000 novos pedidos de seguro, ou seja, mil a menos que na semana anterior.

Aqui no Brasil, o Ibovespa acompanha o exterior e recua. Há pouco, o índice, desvalorizava 0,72%, aos 60.509 pontos. O giro financeiro da bolsa marcava R$ 6.083 bilhões.

E abrindo a agenda de indicadores internos, a Fundação Getulio Vargas (FGV) anunciou que o Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) variou -0,27% em agosto. Em julho, o índice variou -0,61%. Em agosto de 2013, a variação foi de 0,15%.

Por outro lado, após ficar relativamente estável em julho, o Índice de Confiança do Comércio (ICOM) da FGV retoma a tendência de queda observada desde março deste ano. No trimestre findo em agosto de 2014, o índice recuou 7,3% frente ao mesmo período do ano anterior; em julho, a taxa de variação interanual havia sido de -6,3% na mesma base de comparação.

Na renda fixa, os juros futuros operam em queda. Instantes atrás o contrato de DI, com vencimento em janeiro de 2017, o mais negociado, apresentava taxa anual de 11,32%.

Para finalizar, o dólar opera recua 0,22%. Há pouco, a moeda era vendida a R$ 2,247.

(MR – Agência IN)