Aumenta o número de ações judiciais por falta de pagamento do condomínio

Levantamento realizado mensalmente pelo Departamento de Economia e Estatística do Secovi-SP (Sindicato da Habitação), no Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, mostra que o número de ações de cobrança por falta de pagamento da taxa condominial aumentou 14,9% em agosto. No mês, foram ajuizados 1.093 processos, contra 951 ações registradas no mês anterior. Comparado a agosto de 2017 (1.473 ações), houve redução de 25,8%.

Aumenta o consumo de água em condomínios, mostra AABIC

Após a recuperação do nível das reservas de água e o Governo do Estado suspender o racionamento, as multas por alto consumo e o incentivo a quem não ultrapassasse a meta estabelecida, a população paulistana deixou de se preocupar tanto com a economia de água.

Ações de cobrança de condomínios têm queda de 48% em agosto, segundo AABIC

A mudança nos critérios do Novo Código de Processo Civil fez com que as ações de cobrança de condomínios por falta de pagamento caíssem 48% em agosto, comparadas ao mesmo mês do ano anterior. No total, foram 524 ações contra 1.017 no ano passado. Os números são do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) e divulgados pela Associação das Administradoras de Bens Imóveis e Condomínios de São Paulo (AABIC).

  • Publicado em Imóveis

Ações por falta de pagamento no condomínio recuam pelo 3º mês seguido, mostra Secovi-SP

O número de ações de cobrança por falta de pagamento da taxa condominial na cidade de São Paulo caiu pela terceira vez seguida. Segundo levantamento realizado pelo Departamento de Economia e Estatística do Secovi-SP (Sindicato da Habitação) no Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, foram ajuizadas 92 ações em junho, queda de 15,6% em relação a maio (109 ações) e 89,5% na comparação com o mesmo mês do ano anterior (874 ações).

Custos condominiais mantém estabilidade em maio

A Associação das Administradoras de Bens Imóveis e Condomínios de São Paulo (AABIC) divulgou nesta quarta-feira (20) seus índices de mercado referentes ao mês de maio. O valor dos condomínios de São Paulo se mantém estável e registrou alta de 0,39%, de acordo com o Índice Periódico de Variação de Custos Condominiais (IPEVECON).

Assinar este feed RSS