Mercado de apartamentos-estúdios segue em constante expansão

  •  
Investir em imóveis sempre foi uma das melhores formas de garantir um retorno financeiro em longo prazo, afinal é um mercado onde a valorização acontece constantemente Foto: Divulgação Investir em imóveis sempre foi uma das melhores formas de garantir um retorno financeiro em longo prazo, afinal é um mercado onde a valorização acontece constantemente

Investir em imóveis sempre foi uma das melhores formas de garantir um retorno financeiro em longo prazo, afinal é um mercado onde a valorização acontece constantemente. Regiões centrais estão entre as mais procuradas para locação e, sob essa perspectiva, a Construtora Baggio apostou em um novo negócio para oferecer aos clientes.

Há quatro anos, Blanca Baggio, diretora comercial da construtora, reuniu um grupo de investidores e organizou a incorporação de dois prédios situados na cidade de Curitiba (PR). O diferencial desses edifícios é o fato de eles contarem com apartamentos de tamanho compacto, com apenas um quarto, mas com um excelente acabamento interno e externo e localização privilegiada.

Constatado o sucesso inicial dessas incorporações, surgiu o interesse dos clientes da Baggio em adquirir unidades, seja para morar ou locar. Assim, mais oito edifícios foram incorporados, criando um novo produto personalizado e exclusivo. “São estúdios, com sala e cozinha integradas mais uma suíte. Contando com a garagem são 70 metros quadrados”, descreve Blanca. Segundo ela, não haviam imóveis novos com este perfil na cidade, pois, apesar de pequenos, possuem acabamento de alto padrão.

A construção dos prédios começou na capital paranaense e a expansão para o estado de São Paulo mostra que o mercado tem uma grande demanda para este tipo de apartamento. Os prédios ficam próximos a universidades, centro das cidades e também de diversos pontos comerciais, fazendo com que as unidades sejam procuradas principalmente por estudantes, casais sem filhos e profissionais que moram sozinhos. Com isso, quem investe nesses apartamentos consegue obter um retorno financeiro significativo através da locação do imóvel.

De acordo com a diretora comercial, a alternativa de pagamento também é atraente. “O comprador paga 40% do valor do imóvel durante a construção, negociando o restante posteriormente. A locação do apartamento auxilia com os 60% restantes, principalmente porque as unidades valorizam acima da taxa de aplicações em bancos”, complementa Blanca.

(Redação- Agência IN)