Como valorizar seu imóvel à venda?

Localização não é o único ponto; Especialista dá 10 dicas para aumentar em até 30% as chances de vender sua casa Foto: Divulgação Localização não é o único ponto; Especialista dá 10 dicas para aumentar em até 30% as chances de vender sua casa

A aquisição da casa própria é o sonho da maioria dos brasileiros, o que faz com que muitos busquem informações sobre financiamentos, custo de documentação, entre outros. Segundo o engenheiro civil Frederico Correia Lima, presidente do Instituto Brasileiro de Avaliações e Perícias de Engenharia (IBAPE Nacional), para muitos, a localização é o ponto mais importante na hora de vender um imóvel, mas acabamento, por exemplo, é mais importante para quem vai alugar.

 

O engenheiro afirma que antes de colocar um imóvel à venda ou para locação é importante ajustar alguns pontos. Pequenos reparos e simples cuidados podem ajudar nas negociações, agilizando o tempo de venda, aluguel ou até mesmo incrementando o valor da sua casa ou apartamento. Confira algumas dicas do especialista para aumentar em até 30% as chances de vender ou alugar sua casa:

1. Faça uma vistoria geral para checar se existe a necessidade de realizar alguma reforma. “Eliminar problemas nas instalações elétricas e hidráulicas e na estrutura do imóvel é o primeiro passo para valorizá-lo e torná-lo mais atraente para possíveis compradores ou locatários”, aconselha o engenheiro civil Frederico Correia Lima, presidente do Instituto Brasileiro de Avaliações e Perícias de Engenharia (IBAPE Nacional).

2. Verifique também os caixilhos e, tratando-se de casas, é importante examinar o telhado.

3. Se for possível, renove a pintura e realize ajustes no piso. “Em geral, as pessoas costumam dar bastante importância a estética. Por isso, paredes com pintura nova e um piso bonito fazem diferença”, diz Frederico.

4. Dê preferência aos pisos frios, caso faça alguma alteração nos pisos do imóvel. Esse tipo de material costuma ser mais fácil de limpar e também mais resistentes. “Pisos de madeira e laminados costumam estragar mais facilmente”, pontua o especialista.

5. Evite deixar instalações elétricas com fios soltos e aparentes.

6. Manter o local o mais neutro possível. Ao pintar o imóvel, por exemplo, prefira tons neutros, que não irão interferir no gosto pessoal dos futuros moradores. O excesso de customização pode se tornar um aspecto negativo nas negociações.

7. Conserve o imóvel limpo. A falta de limpeza pode causar uma má impressão para futuros compradores.

8. Preserve os móveis planejados ou embutidos. Isso ajudará principalmente quando intenção é alugar o imóvel.

9. Mostre um bom aproveitamento da área útil. Se o imóvel estiver mobiliado, fique atento se não há um excesso de móveis. A estrutura dos cômodos, especialmente do banheiro e da cozinha, e o bom uso dos ambientes são requisitos importantes para compradores e locatários.

10. Saiba que a facilidade de vias de acesso, transporte e coletivo e uma boa infraestrutura do bairro também impactam o valor final do imóvel.

(Redação - Agência IN)