QG Jeitinho Caseiro aposta em expansão na região Centro-Oeste

QG Jeitinho Caseiro aposta em expansão na região Centro-Oeste Foto: Divulgação QG Jeitinho Caseiro aposta em expansão na região Centro-Oeste

O ano de 2016 foi cheio de desafios por conta da crise econômica, mas alguns empresários acreditam que o momento é de grandes oportunidades. Pensando nisso, Guilherme Carvalho, presidente do QG Jeitinho Caseiro, não deixou de investir em expansão. De acordo com o empresário, o Centro-Oeste e, sobretudo, a cidade de Brasília e entorno são os principais focos da rede para 2017.

De acordo com a Associação Brasileira de Franchising (ABF), em 2015 cerca de 4% das lojas franqueadas estavam instaladas na região. Carvalho explica seu otimismo. “A nossa empresa ainda tem muito potencial de crescimento. Já existem dois projetos de loja para 2017, mas queremos abrir mais cinco”, explica.

O QG ganhou o coração dos consumidores com seus deliciosos pratos montados direto da panela e sabor caseiro. Além dos pastéis feitos na hora, e 37 anos depois de sua criação, as 28 unidades da Rede já oferecem número variado de opções aos clientes.

“Aqui no QG você encontra opções para comer em qualquer hora do dia. Desde um lanche no café da manhã até uma refeição completa. Ainda é grande a quantidade de shoppings, por exemplo, que não vende pastéis, que são uma opção rápida e barata. Além disso, a nossa comida é a mesma que a minha mãe fazia em casa”, brinca Carvalho sobre o jeitinho caseiro de fazer os pratos.

Criado em 1979, o QG nasceu como uma pequena quitanda. Após os famigerados planos Sarney e Collor, a empresa conseguiu sobreviver e investir em expansão. O negócio virou franquia em 2010 e deve terminar 2016 com um faturamento de R$36 milhões.

“A atual crise econômica já é a terceira pela qual passamos e não deixamos de investir na expansão do negócio. Ao mesmo tempo em que temos dificuldades costumo dizer que as crises também trazem oportunidades. É preciso ser otimista, sempre!”, conclui Carvalho.

Expansão

Para abrir uma unidade do QG Jeitinho Caseiro, o franqueador indica um investimento a partir de R$ 450 mil. A rede trabalha tanto em operações no shopping center quanto na rua e o retorno previsto do investimento é de a partir de 36 meses.

(Redação - Agência IN)