Emprego na construção brasileira sobe 0,07% em agosto

O nível de emprego na construção civil brasileira e subiu 0,07% em agosto em relação a julho. Com a contratação de 1.653 trabalhadores, o estoque de trabalhadores foi de 2,458 milhões para 2,460 milhões. As duas altas seguidas ajudaram a diminuir o resultado negativo dos últimos 12 meses (-9,46%). Na comparação com agosto de 2016, a redução chega a 12,25%. 

Vendas do varejo de material de construção crescem 7%

As vendas do varejo de material de construção cresceram 7% em setembro, na comparação com o mesmo período de 2016. Na comparação com agosto de 2017, o índice se manteve estável no mês. Os dados são da Pesquisa Tracking mensal da Anamaco, que entrevistou 530 lojistas entre os dias 26 a 29 de setembro.
“Com esses resultados apresentados, o volume de vendas no ano apresenta alta de 4,5%, se comparado ao mesmo período do ano passado. Já nos últimos 12 meses, conseguimos atingir o crescimento de 1%”, explica o presidente da Anamaco, Cláudio Conz.

Confiança da Construção avança em setembro, mostra FGV

O Índice de Confiança da Construção (ICST) da Fundação Getulio Vargas subiu 1,4 ponto em setembro, alcançando 77,5 pontos, na série com ajuste sazonal. Após o quarto mês seguido de alta, o índice recupera o patamar de abril de 2015 (77,2 pontos). 

INCC-M registra variação de 0,14% em setembro

O Índice Nacional de Custo da Construção – M (INCC-M) registrou, em setembro, taxa de variação de 0,14%, abaixo do resultado do mês anterior, de 0,40%, segundo dados da Fundação Getulio Vargas (FGV). O índice relativo a Materiais, Equipamentos e Serviços registrou variação de 0,37%. No mês anterior, a taxa havia sido de 0,20%. O índice referente à Mão de Obra registrou variação de -0,04%. No mês anterior, a taxa de variação foi de 0,56%. O INCC-M é calculado com base nos preços coletados entre os dias 21 do mês anterior e 20 do mês de referência.

Índice Nacional da Construção Civil varia 0,23% em agosto

O Índice Nacional da Construção Civil (SINAPI) apresentou variação de 0,23% em agosto, ficando 0,35 ponto percentual abaixo dos 0,58% do mês de julho, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os últimos doze meses ficaram em 4,24%, resultado estável em relação aos doze meses imediatamente anteriores, quando a taxa foi de 4,25%. Em agosto de 2016 o índice foi 0,24%.

CUB paulista tem alta de 0,13% em agosto

O Custo Unitário Básico (CUB) da construção civil do estado de São Paulo registrou alta de 0,13% em agosto na comparação com o mês anterior. Esta é a quarta alta seguida no indicador. De acordo com o Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (SindusCon-SP), o CUB representativo da construção paulista (R8-N) ficou em R$ 1.319,13 por metro quadrado no período. Em 12 meses a alta é de 1,84%.
Dentro da composição do indicador, os custos médios com mão de obra representaram 61,81%, materiais, 34,95% e despesas administrativas 3,24%.

Confiança da Construção avança em agosto, mostra FGV

Índice de Confiança da Construção (ICST) da Fundação Getulio Vargas subiu 1,5 ponto em agosto, alcançando 76,1 pontos, considerando-se dados dessazonalizados. Após a terceira alta consecutiva, o índice passa a acumular ganho de 4,1 pontos no ano.

Índice Nacional de Custo da Construção registra variação de 0,40%

O Índice Nacional de Custo da Construção – M (INCC-M) registrou, em agosto, taxa de variação de 0,40%, acima do resultado do mês anterior, de 0,22%, segundo dados da Fundação Getulio Vargas (FGV). O índice relativo a Materiais, Equipamentos e Serviços registrou variação de 0,20%. No mês anterior, a taxa havia sido de 0,03%. O índice referente à Mão de Obra registrou variação de 0,56%. No mês anterior, a taxa de variação foi de 0,37%. 

Assinar este feed RSS