Diminui queda da atividade na indústria da construção

O indicador de nível atividade na indústria da construção ficou em 44,1 pontos e o de número de empregados no setor alcançou 42,7 pontos em maio. Embora mostrem retração da atividade e do emprego, o ritmo da queda dos dois indicadores está menor do que o registrado no ano passado, informa a Sondagem Indústria da Construção divulgada nesta terça-feira (27) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Confiança da Construção tem ligeira alta em junho

O Índice de Confiança da Construção (ICST), da Fundação Getulio Vargas, variou 0,2 ponto em junho, atingindo 74,2 pontos, considerando-se dados ajustados sazonalmente. Com o resultado, o índice retorna ao nível de setembro de 2016.

INCC-M registra variação de 1,36% em junho

O Índice Nacional de Custo da Construção – M (INCC-M) registrou, em junho, taxa de variação de 1,36%, acima do resultado do mês anterior, de 0,13%, segundo dados da Fundação Getulio Vargas (FGV). O índice relativo a Materiais, Equipamentos e Serviços registrou variação de 0,02%. No mês anterior, a taxa havia sido de -0,04%. O índice referente à Mão de Obra registrou variação de 2,48%. No mês anterior, a taxa de variação foi de 0,27%. 

Índice Nacional da Construção Civil varia 0,30% em maio

O Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi), calculado pelo IBGE, apresentou variação de 0,30% em maio, ficando 0,15 ponto percentual acima da taxa do mês anterior (0,15%). Os últimos 12 meses ficaram em 4,52%, resultado abaixo dos 5,07% registrados nos 12 meses imediatamente anteriores. Em maio de 2016 o índice foi 0,83%.

Confiança da Construção registra queda em maio, mostra FGV

O Índice de Confiança da Construção (ICST) da Fundação Getulio Vargas recuou 2,5 pontos em maio, para 74,0 pontos, considerando-se dados ajustados sazonalmente. Com o resultado, o índice devolve os discretos ganhos dos últimos meses, retornando ao nível de oito meses atrás (74,2 pontos em setembro passado).

Atividade da indústria da construção recua em abril

O cenário da indústria da construção permanece difícil, segundo dados da Confederação Nacional da Indústria (CNI). Os indicadores da Sondagem Indústria da Construção continuam apontando queda da atividade e do emprego. O nível de utilização da capacidade operacional tem se mantido baixo e a atividade segue abaixo do usual.

Assinar este feed RSS