INCC-M registra variação de -0,08% em abril

O Índice Nacional de Custo da Construção – M (INCC-M) registrou, em abril, taxa de variação de -0,08%, abaixo do resultado do mês anterior, de 0,36%, segundo dados da Fundação Getulio Vargas (FGV). O índice relativo a Materiais, Equipamentos e Serviços registrou variação de -0,18%. No mês anterior, a taxa havia sido de 0,26%. O índice referente à Mão de Obra não registrou variação. No mês anterior, a taxa de variação foi de 0,45%. O INCC-M é calculado com base nos preços coletados entre os dias 21 do mês anterior e 20 do mês de referência.

Preços de materiais de construção têm queda em março

Depois de uma alta de 0,98% em fevereiro, os preços de materiais de construção no Estado de São Paulo apresentaram queda de 0,37% em março. Na comparação interanual, o percentual de março deste ano é inferior ao registrado em 2016, período no qual os preços tiveram elevação de 0,61%, e representa o recuo de preços mais acentuado de toda a pesquisa, iniciada em 2008, conforme dados do INCC/SINAPI, calculado pelo Instituto Brasileiros de Geografia e Estatística (IBGE).

Emprego na construção tem nova queda em fevereiro

O setor da construção perdeu 14.070 vagas em todo o Brasil em fevereiro, queda de 0,56% em relação a janeiro. Esta é a 29ª queda consecutiva, deixando o estoque de trabalhadores no setor em 2,48 milhões. Na comparação com fevereiro de 2016, houve queda de 13,95%. Em outubro de 2014, primeiro mês de variação negativa, o estoque era de 3,57 milhões – queda de 1,08 milhão de postos de trabalho. Desconsiderando efeitos sazonais, a queda é de 1,12% em fevereiro (-28.486).

CUB paulista registra alta de 0,06% em março

O Custo Unitário Básico (CUB) da construção civil do estado de São Paulo registrou alta de 0,06% em março na comparação com fevereiro. De acordo com o Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (SindusCon-SP), o CUB representativo da construção paulista (R8-N) ficou em R$ 1.297,15 por metro quadrado no período. Em 12 meses a alta é de 5,21%. 

Assinar este feed RSS