6 dicas para lidar com a tensão Pré-Vestibular

  •  
6 dicas para lidar com a tensão Pré-Vestibular (Foto: Divulgação) 6 dicas para lidar com a tensão Pré-Vestibular

Acredite, muitos jovens sentem bem mais do que “frio na barriga” às vésperas do vestibular. Há uns anos, um pesquisador do Departamento de Psiquiatria da Universidade Luterana do Brasil, de Porto Alegre, fez um levantamento com 1.046 vestibulandos e chegou ao seguinte resultado: 56,3% deles apresentavam sinais de ansiedade, que, em alguns casos, chegava a ser grave. Um estudo de 2009 já havia apontado algo parecido: 67,7% dos alunos de cursinho sofrem com estresse.

Escolha acertada da carreira, medo de não performar bem, pressão familiar e de amigos estão entre os desencadeadores de uma série de sintomas, que vão da ansiedade à dificuldade de memorização e concentração, de mãos suando à respiração ofegante. Muitos estudantes, inclusive, chegam a somatizar a preocupação e passam a apresentar também dores no estômago, distúrbios gastrointestinais e até gastrite.

“Alguns desses sintomas são mais fáceis de lidar; outros, parecem que nos paralisam e são capazes de tornar o momento da prova muito mais difícil do que na realidade ele é”, diz a psicóloga e neuropsicóloga, Ghina Machado. Em alguns casos, o estresse pré-vestibular pode desencadear transtornos psiquiátricos, como a ansiedade ou depressão. A profissional afirma que nos meses que antecedem as provas dos vestibulares, o número de estudantes que procuram ajuda cresce exponencialmente.

Alguns hábitos e dicas são fundamentais para o manejo do estresse e da ansiedade nessa época que antecede “o dia D”. Com a ajuda da psicóloga, elaboramos alguns conselhos para driblar a tensão pré-vestibular. Confira:

1. Mexa-se – Atividade física é capaz de reduzir os hormônios do estresse – a adrenalina e o cortisol, para citar dois exemplos. Mais: o exercício físico estimula a produção de endorfina, o chamado hormônio do bem-estar, pois é responsável pela sensação de relaxamento e prazer.

2. Foque na respiração – Você já ouviu a frase “respire fundo” quando está nervoso, não? A respiração profunda, quer dizer, respirar mais conscientemente, ajuda a reduzir a frequência cardíaca e a afastar muitas das manifestações físicas do estresse. Inspire profundamente até encher os pulmões de ar. Segure por uns três segundos e expire lentamente.

3. Durma bem. Você já estudou bastante durante o dia? É hora de parar. Há momentos para estudar e outros para relaxar. Corpo e mente descansados são essenciais para o grande dia. Mas não é só: uma boa noite de sono é essencial para a consolidação do que foi estudado durante o dia.

4. Família por perto – Segundo Ghina, a família tem papel fundamental nesse período, mas, muitas vezes, o estudante acaba se retraindo e deixando de compartilhar com os pais as suas angústias, pois justamente vem deles a cobrança por bom desempenho na prova. “Muitos pais, inclusive, fazem promessas de premiação pós-teste, o que acaba gerando não um incentivo, mas uma obrigação de que o aluno tenha um bom desempenho.” O apoio da família é no sentido de promover um ambiente tranquilo e de dar espaço para o estudante se manifestar e compartilhar as suas preocupações, sem cobranças.

5. Atenção plena – O mindfulness é uma excelente ferramenta para driblar a tensão nesse período. Ajuda a melhorar a qualidade do sono e a reduzir os riscos de insônia, pois ao ensinar a focar o momento presente, melhora a capacidade de concentração e o desempenho em testes.

6. Psicoterapia: Procurar um psicólogo pode ajudar muito a se preparar emocionalmente para um momento tão importante como o vestibular. A orientação de um profissional, nestes momentos de tensão, pode fazer toda a diferença, já que um desequilíbrio emocional pode colocar tudo a perder no momento da prova.

(Redação – Investimentos e Notícias)