Cartão pré–pago é uma excelente alternativa para fugir do endividamento, diz diretor

  •  
Cartão pré-pago ajuda a controlar o índice de endividamento (Foto: Divulgação) Cartão pré-pago ajuda a controlar o índice de endividamento

O SPC divulgou uma pesquisa que confirma a existência de 87 milhões de cartões de crédito em uso no país. O dado é preocupante, já que 21% têm pelo menos cinco compras parceladas. A pesquisa afirma que o optar pelo pagamento mínimo significa pagar no mínimo 8% de juros ao mês, que no final do ano isso pode passar, dependendo do cartão de crédito, de 200%.

Segundo Claudio Torck, diretor de negócios, da Ecommercecard o cartão pré-pago é uma excelente alternativa para fugir do endividamento. “O cartão, só funciona na opção de débito e evita gastos desnecessários, além de ser uma maneira de se educar financeiramente”, diz ele.

Outro detalhe é que o cartão pré pago, além de não possuir juro nas compras, é uma grande opção para os não bancarizados ou para aqueles que querem pagar menos tarifa aos bancos, afinal, no cartão pré pago, as tarifas são muito menores comparadas ao sistema bancário.

De acordo com os dados apurados, 46% dos consumidores que utilizam os serviços do cartão pré-pago pertencem à classe C e possuem renda média de R$ 3.000,00. A empresa estima uma demanda de 200.000 cartões, em 2014, e um faturamento R$ 15 milhões somente esse ano São Paulo, 14 de maio de 2014. Dados mostram que o Brasil tem por volta de 60 milhões de desbancarizados, na faixa etária acima de 18 anos, ou 41,9% da população brasileira acima dessa faixa etária, que soma 131,09 milhões de habitantes. Segundo dados do IBGE, juntos, eles possuem renda anual de R$ 665 bilhões, equivalente ao PIB de países como Chile, Cingapura e Hong Kong.

(Redação – Agência IN)