Cartão Giro Certo antecipa recebimento de vendas com cartão de crédito

  •  

Aceitar cartões de débito e crédito como meio de pagamento se tornou praticamente uma condição para não perder vendas. Entretanto, um dos grandes desafios que os micro, pequenos e médios comerciantes enfrentam é o fato de o dinheiro das vendas a crédito demorar até 30 dias para cair na conta. Atento a essa realidade, o Banco Bonsucesso criou o “Cartão Giro Certo Visa Empresarial”, um produto exclusivo no mercado financeiro, que permite a antecipação dos recebíveis a juro zero, condição inédita entre os modelos de antecipação disponíveis no mercado. “O Giro Certo funciona como uma plataforma de conta corrente para o pequeno empresário ou empreendedor, que recebe o dinheiro das vendas realizadas com cartão de crédito em até 24 horas”, explica Frederico Penido, vice-presidente do Banco Bonsucesso.

O funcionamento do cartão é simples e não exige do microempresário comprovação de renda nem consulta aos serviços de proteção ao crédito. Isso quer dizer que, mesmo um cliente negativado, pode ser usuário do produto. O limite é atrelado ao volume de vendas com pagamentos feitos via cartão de crédito de qualquer bandeira e, no caso de saques, a taxa de juros incide diariamente e não mensalmente como nas tradicionais operações de antecipação de recebíveis. “O microempresário pode, com o limite flutuante, realizar compras, pagar fornecedores ou realizar qualquer outra movimentação que aceite cartão de crédito como meio de pagamento”, diz Penido.

O produto tem como público-alvo qualquer empreendedor que utilize cartões como meio de pagamento dos seus bens e serviços ou tenha interesse em realizar vendas através deste meio de pagamento. Taxistas, feirantes, ambulantes, vendedores porta a porta, lanchonetes, borracharias, restaurantes, salões de beleza, MEI (Micro Empreendedores Individuais), enfim, qualquer negócio que possa ter como meio de recebimento cartões de crédito e débito. “O Giro Certo proporciona segurança e economia ao micro e pequeno empreendedor que precisa antecipar os recursos oriundos de suas vendas a prazo para honrar seus compromissos à vista, mas não consegue arcar com os altos custos de uma operação tradicional oferecida pela da rede bancária. Além disso, o produto permite o controle financeiro da movimentação e ainda estimula o aumento da demanda, uma vez que o empreendedor passa a oferecer a seu cliente uma nova opção de pagamento”, reforça o vice-presidente. Futuramente, o Bonsucesso tem a expectativa de aumentar os serviços disponibilizados pelo cartão, atendendo a um público ainda mais diversificado.

Lançado há pouco mais de quatro meses, o Giro Certo já está conquistando grande aceitação junto ao microempreendedor, especialmente em Belo Horizonte. Hoje já conta com mais de 1000 clientes cadastrados e a expectativa é chegar a 10 mil cartões até o final de 2014. “Esse é um mercado com poucas ofertas de solução de crédito e todas elas com juros para contratação, o que pode inviabilizar o capital de giro das empresas. Por essa razão acreditamos muito no potencial do produto”, acrescenta Frederico.

O cartão foi desenvolvido pelo Bonsucesso após estudos da instituição que apontam a expansão dos estabelecimentos que aceitam cartão como meio de pagamento no Brasil, e representa a entrada da instituição em um mercado ainda não explorado, voltado a pequenas empresas e nichos específicos de mercado, como trabalhadores autônomos. “Acreditamos muito no produto”, finaliza Frederico Penido.

A antecipação acontece de forma automática, sem a necessidade de assinar qualquer contrato ou documento específico para essa operação. O processo de utilização é simples. Todos os dias são gerados novos limites condicionados ao volume de vendas de cada estabelecimento. Ao utilizar o Giro Certo como instrumento de compra, não é cobrado nenhum encargo ou tarifa sobre a utilização desses limites.

Caso o usuário queira sacar antecipadamente o valor da agenda, ou transferir para uma conta corrente, o sistema gera encargos até a entrada de uma nova liquidação. A quitação do compromisso acontece mediante a entrada de qualquer venda a débito ou liquidação da agenda de crédito. Dessa forma, o cartão permite ao cliente o pagamento antecipado e automático do recurso que foi utilizado reduzindo sensivelmente o período de cobrança de juros.

(Redação - Agência IN)

Última modificação emSegunda, 07 Abril 2014 17:58