Mitsubishi Motors fará estreia de novo crossover durante eclipse solar

Mitsubishi Motors fará estreia de novo crossover durante eclipse solar (Foto: Divulgação) Mitsubishi Motors fará estreia de novo crossover durante eclipse solar

Um novo e moderno crossover com inspiração em um fenômeno raro e, ao mesmo tempo, encantador e fascinante. O Mitsubishi Eclipse Cross terá pré-lançamento mundialmente durante o eclipse total do Sol na próxima segunda-feira, dia 21 de agosto.

Recheado de tecnologia e o DNA 4x4 da Mitsubishi, o Eclipse Cross é um modelo que eleva o prazer da experiência de dirigir. As linhas dinâmicas do Eclipse Cross criam a mesma sensação de emoção e inspiração do efeito do anel de diamante durante um eclipse total. A cor vermelha de alta saturação foi especialmente desenvolvida para o modelo e traz referência ao brilho do halo do sol queimado por trás da lua.

O local escolhido para a apresentação mundial é a cidade de Portland, no estado americano do Oregon, primeiro local onde o eclipse total do Sol poderá ser visto. E contará com a presença do surfista de ondas gigantes e Atleta MIT Carlos Burle, que apresentará o SUV para os brasileiros.

A transmissão ao vivo no Facebook da Mitsubishi Motors (www.facebook.com/MundoMit) começa às 13h (horário de Brasília), no início do eclipse. Pouco mais de uma hora depois, às 14h17, será o ápice, com sombra total, que irá durar apenas 1min54.

O lançamento mundial do novo Mitsubishi Eclipse Cross será em 2018. Mais detalhes da vinda do carro ao Brasil serão divulgadas em breve. Ele chega para completar a linha de crossovers e SUVs da marca.

O nome Eclipse surgiu a partir de 1989 com a criação do lendário cupê esportivo de fama mundial. Agora recebe o sobrenome “Cross” que o eleva a outro patamar, tornando o veículo um SUV recheado de tecnologia e 4x4.

O eclipse solar

Há quase 100 anos os Estados Unidos não assistiam a um eclipse total do Sol que passasse de costa a costa do País.

No próximo dia 21 de agosto, a sombra da Lua projetada na Terra produzirá uma sombra de mais de 100 quilômetros, descolando-se do Oregon (noroeste) até a Carolina do Sul, que fica no outro extremo, passando por 14 estados em cerca de duas horas.

No Brasil, o fenômeno será parcial e só poderá ser visto em alguns estados das regiões Norte e Nordeste.

(Redação – Agência IN)