Linha Sprinter lidera as vendas de comerciais leves no acumulado do ano

Linha Sprinter lidera as vendas de comerciais leves no acumulado do ano Foto: Divulgação Linha Sprinter lidera as vendas de comerciais leves no acumulado do ano

A linha de comerciais leves Sprinter Mercedes-Benz lidera as vendas da categoria de “Large Vans” (3,5 a 5 toneladas de PBT) no País em 2017. Com o emplacamento de 1.864 unidades no primeiro quadrimestre, ocupa a primeira posição do mercado, com participação de 34,4%. Isso significa 9,2 pontos percentuais a mais em relação aos 25,2% de market share no mesmo período de 2016. Os estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais são os principais compradores dessa linha de veículos no ano.

Com a Sprinter, a Mercedes-Benz vendeu mais de 1/3 do total de veículos comerciais leves emplacados este ano na categoria de “Large Vans”. A linha foi a única a obter crescimento em volume de vendas, com 12% a mais em relação a idêntico período do ano passado, enquanto o mercado como um todo teve uma queda de 18%. Este resultado é muito expressivo, por tratar-se de um segmento extremamente competitivo.

O crescimento de vendas da Sprinter é especialmente notável no segmento de vans de passageiros. A Empresa saltou de 28,2% de participação no primeiro quadrimestre de 2016 para 52,2% este ano, com 909 unidades emplacadas. Além de sua já excelente performance de vendas em vans, a Empresa aproveitou novas oportunidades de negócios e ampliou sua presença no mercado. Como resultado, assumiu a liderança em vans com praticamente o dobro de market share em relação ao segundo lugar.

Com o emplacamento de 693 unidades, a Mercedes-Benz alcançou 27,1% de participação nas vendas de furgões, 5,8 pontos percentuais a mais em relação ao mesmo período do ano passado. No segmento de chassis com cabina, foram emplacadas 262 unidades, com market share de 23,5%. A Sprinter é a segunda mais vendida do País neste segmento.

Os chassis com cabina Sprinter atendem a diversas demandas do setor de e-commerce, como o transporte de eletrodomésticos, eletrônicos, informática, móveis, casa e decoração e cargas fracionadas. Além disso, são indicados para entrega de produtos de supermercados, hortifrúti, bebidas, congelados e materiais de construção, além da prestação de serviços, como food trucks, autossocorro, unidades móveis e cesto elevatório para aeroportos e manutenção de redes elétricas.

(Redação - Agência IN)