KPMG tem novo líder para a prática forense

O departamento forense da KPMG no Brasil passou a ser liderado por Antônio Gesteira, sócio da empresa que atuava como líder para assuntos de tecnologia forense e e-discovery. Gesteira é formado em administração de empresas e comércio exterior e pós-graduado em tecnologia da informação com especialização em governança, riscos e compliance.

Receitas agregadas da KPMG ficam em US$ 25,42 bilhões

A KPMG Internacional anunciou receitas agregadas da rede de firmas-membro de US$25,42 bilhões referentes ao ano fiscal findo em 30 de setembro de 2016 (FY16), o que representou um aumento de 8%. “No ambiente empresarial volátil dos dias atuais, os nossos investimentos estratégicos em tecnologia, em alianças e nos nossos profissionais estão promovendo o nosso crescimento em todas as localizações geográficas e linhas de serviços”, destacou o presidente da KPMG no Brasil, Pedro Melo.

Crise política e econômica é a principal preocupação do setor de saúde, diz KPMG

A atual crise política e financeira brasileira foi apontada como a maior preocupação por 47% por gestores de saúde entrevistados na pesquisa “Healthcare 2016”, realizada pela KPMG. Outros 28% demonstraram preocupação com a incapacidade em fazer planos de médio prazo em razão das incertezas do país. O estudo foi feito realizado com 130 executivos do setor de saúde, ao longo do primeiro semestre de 2016.

  • Publicado em Saúde

Regulamentação e risco cibernético podem inibir o crescimento de empresas, aponta KPMG

A pesquisa “Panorama Global dos CEOs 2016” realizada pela KPMG elencou, por ordem de relevância, as principais preocupações dos CEOs entrevistados no levantamento e que podem inibir o crescimento das empresas: regulamentação (80%); posicionamento da empresa em termos de serviços e produtos (70%); impacto das da economia global (70%); fidelidade dos clientes (64%); influência dos millennials, a chamada geração Z (62%); tempo dispensado para pensar inovação (60%); valor e a qualidade da auditoria externa (54%); qualidade dos dados (56%); relevância dos produtos e serviços (56%); e a capacidade dos concorrentes em apropriarem-se dos negócios da organização (56%).

Assinar este feed RSS