Em 2017, continuo empregado ou viro patrão?

Ser funcionário de uma empresa, cumprir horários, ter um emprego formal ou apostar em um sonho, investir no próprio negócio e lutar para garantir o salário que raramente é fixo? A dúvida pode vir para muitos brasileiros que passam por alguma dificuldade no trabalho ou até mesmo perdem essa garantia, principalmente agora com a crise econômica elevando a curva de desempregados, atualmente são mais de 12 milhões de pessoas, de acordo com o IBGE. Ou até mesmo para quem sempre pensou em ser empreendedor.

 

Empregado em "home office" tem todos os direitos trabalhistas e previdenciários garantidos

Milhares de trabalhadores brasileiros estão utilizando sua própria casa como escritório ou uma extensão da empresa. Conhecido como "home office", ou trabalho à distância, esse tipo de atividade é cada vez mais recorrente no cotidiano dos brasileiros e das empresas nacionais e estrangeiras no país. É importante ressaltar que, mesmo trabalhando em casa, o empregado tem garantindo todos os direitos trabalhista e previdenciários.

Como funcioana a readmissão de empregado

1. O empregado beneficiado pela aposentadoria especial pode ser readmitido?

Não existe no ordenamento jurídico vedação expressa para essa prática. Entretanto, a legislação previdenciária estabelece que o segurado que continuar no exercício de atividade ou operação que o sujeite aos agentes nocivos prejudiciais à sua saúde ou à sua integridade física, considerados para fins de concessão do benefício, terá a sua aposentadoria especial automaticamente cancelada a partir da data do retorno.

As habilidades de Inteligência Emocional que os empregadores agora querem

A inteligência emocional continua tão importante no mercado de trabalho desde a sua descoberta cientifica por Daniel Goleman em 1995. É bem verdade que tanto a habilidade técnica, quanto a comportamental são importantes para o sucesso na carreira de qualquer profissional, mas sem dúvida, o fator que impulsiona na carreira ou que faz tropeçar é a sua habilidade comportamental.

Empresas estão exagerando na redução dos salários”, afirma especialista

A crise deixou muita gente boa desempregada e por isso os salários caíram e a exigência aumentou – lei da oferta e procura. Até aí tudo bem. Mas segundo o diretor de recrutamento da STATO, Paulo Dias, o excesso de profissionais capacitados à disposição no mercado deixou as companhias em uma condição tão favorável que algumas estão passando do ponto na hora de negociar o salário.



STF reduz prazo para empregado reclamar parcelas do FGTS não depositadas

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu ontem (13) diminuir para cinco anos o prazo prescricional para o empregado cobrar na Justiça os valores não depositados no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Antes da decisão, o prazo para entrar com ação era 30 anos. Por maioria de votos, os ministros entenderam que o prazo para o trabalhador reclamar as parcelas não recebidas devem seguir prazo razoável em relação aos demais direitos trabalhistas, que é cinco anos.

Veja dicas sobre o momento certo de pedir um aumento e como deve proceder

Uma das questões mais delicadas no mercado de trabalho é pedir o aumento de salário. Esta situação ocorre pois não há uma fórmula infalível para que tal pedido seja realizado, fora que a forma como isso será feito depende muito da empresa a qual o profissional trabalha. O empregado acaba ficando inseguro, uma vez que acredita ser merecedor do reajuste e, mesmo assim, não quer gerar constrangimentos com seu chefe, além do quê, fazer isso implica em conseqüências que podem não ser tão boas. É necessário prestar atenção, pois qualquer tropeço pode fazer com que o profissional se prejudique ou fique mal visto pelo  seu superior.

Assinar este feed RSS