Ivo Meirelles volta a apresentar seu Samba Pop no Bar Brahma Centro em São Paulo

Ivo Meirelles volta a apresentar seu Samba Pop no Bar Brahma Centro em São Paulo Foto: Divulgação Ivo Meirelles volta a apresentar seu Samba Pop no Bar Brahma Centro em São Paulo

Todas as sextas-feiras, às 18h, o músico comanda um show que mistura grandes hits da música pop com o poder da bateria da escola de samba

Morando há quatro anos em São Paulo, Ivo Meirelles já conquistou os paulistanos com sua diversidade e suingue carioca. O músico comanda semanalmente, as sextas-feiras, o Samba Pop do Ivo Meirelles, no Bar Brahma Centro, no cruzamento das avenidas Ipiranga e São João, a esquina mais famosa da cidade.

Com o show Samba Pop, o público poderá conferir um repertório repleto de clássicos da MPB e do pop/rock, que ganharam roupagem de samba nas mãos de Ivo Meirelles, como Aquele Araço, de Gilberto Gil, Descobridor dos Sete Mares, de Tim Maia, Loirinha Bombril dos Paralamas do Sucesso, O que é, O que é, de Gonzaguinha.

“Neste show eu abuso do repertório da MPB, nos apresentamos com a banda completa, são 10 caras descendo o sarrafo”, conta Ivo, que é só elogios ao falar do público de São Paulo: “Aqui se permite de tudo, tem espaço para todos os ritmos. São Paulo tem vários sotaques e isso é a tônica de sua flexibilidade”.

O movimento Samba Pop, criado por Ivo nos anos 90, mistura grandes hits da música pop com o poder da bateria da escola de samba. O show é uma grande festa comandada pelo músico e a bateria Surdo Um.

A trajetória de Ivo Meirelles
A história e contribuição de Ivo Meirelles para o samba brasileiro começou cedo. Em 1973, aos 11 anos de idade, fez seu primeiro desfile como integrante da bateria da Estação Primeira de Mangueira, uma das maiores Escolas de Samba do País. Aos 21, foi eleito Presidente da Bateria e inovou criando o concurso para Rainha de Bateria, em 1983.

O início da carreira de músico se deu em 1986, quando, participando pela segunda vez do concurso de sambas-enredo da Estação Primeira de Mangueira, emplacou o que seria um dos maiores sambas da história do Carnaval. Ivo convidou o mestre Jamelão para dar voz ao samba-enredo Caymmi Mostra ao Mundo o que a Bahia e a Mangueira Têm, consagrando a Verde Rosa como campeã do Carnaval carioca daquele ano.

Além da sua experiência à frente da Mangueira, que se encerrou em 2013, a inquietude de Ivo fez com que ele criasse o grupo de percussão Funk'n Lata, em 1995, proporcionando uma mistura do tradicional samba com elementos da black music, soul, hip-hop e funk carioca.

Defensor do Samba Pop e da alegria, Ivo já participou de algumas edições do festival Rock In Rio, sempre levantando o público com convidados especiais para seus shows, a exemplo da edição de 2013, em que esteve ao lado de Elba Ramalho e Fernanda Abreu. Desde 2013 Ivo mora em São Paulo onde reinventou sua sonoridade musical mostrando seu suingue carioca para os quatro cantos da Terra da Garoa.

Agora em 2017 o músico se prepara para lançar um álbum que irá homenagear o grupo criado por ele nos anos 90, o Funk’n Lata, uma mistura do tradicional samba com elementos de soul, rock e funk carioca e que inspirou tantos grupos.

(Redação - Agência IN)