TSE arquiva processo contra Globo, Huck e Faustão

  •  
TSE arquiva processo contra Globo, Huck e Faustão (Foto: Divulgação) TSE arquiva processo contra Globo, Huck e Faustão

Nesta quinta-feira, 15, o ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Napoleão Nunes Maia Filho, arquivou um processo movido pelo Partido dos Trabalhadores (PT) contra a Globo, Luciano Huck e Faustão.

No documento, o ministro afirma que no programa, o apresentador Fausto Silva tocou o tema relacionado a uma possível candidatura de Luciano Huck a presidente e, logo no início de sua locução, o apresentadoranfitrião informou aos telespectadores que Luciano Huck havia enviado comunicado aos meios de imprensa negando a intenção de candidatar-se. 

E após essa clara manifestação de Fausto Silva, o representado discorre sobre aprendizados que teve com os anos de profissão e que imagina que, para fora dos partidos políticos, os movimentos cívicos são formas legítimas de atuação política e de mobilização de uma geração inteira. 

O discurso é absolutamente impessoal e não é construído para beneficiar a figura do representado, tanto é assim que Luciano Huck afirmou que não é um salvador da pátria e que acreditava que seu papel com o microfone na mão, na TV e motivando as pessoas, é mais importante. Luciano Huck em instante algum apresentou-se como candidato, não indicou cargos políticos por ele pretendido, não pediu voto a quem quer que seja e reitera, como dito anteriormente, que não será candidato no pleito de 2018.

“Aliás, renove-se que, no programa televisivo, o apresentador-anfitrião informou aos telespectadores que LUCIANO HUCK havia enviado comunicado aos meios de imprensa negando a intenção de candidatar-se, bem como, por oportunidade de sua defesa, reitera, como dito anteriormente, que não será candidato no pleito de 2018”, disse o ministro.

Por fim, ele declara que inexiste, neste processo, qualquer elemento minimamente confiável que possa lastrear o pedido apresentado. Como se pode ver, a Legislação Eleitoral não faculta acesso às instâncias judiciais, em iniciativa processual como a presente, sem que a parte promovente disponha de elementos suficientes para demonstrar a viabilidade de sua proposição. O Poder Judiciário analisa fatos e direitos postos nos autos, cuja veracidade, neste caso, é a de que o Representado LUCIANO GROSTEIN HUCK não é candidato no pleito de 2018, como ele afirma e reitera na sua defesa, integrada neste processo, perante esta Corregedoria Eleitoral.

(Redação – Investimentos e Notícias)