Fed corta taxa de juros em 0,25 p.p.

Nesta quarta-feira, 31, o Federal Reserve (Fed) cortou a taxa de juros em 0,25 ponto percentual para o intervalo de 2% a 2,25% ao ano. na última reunião o Banco Central dos Estados Unidos havia cortado a 2,25% a 2,5%.

Investidores cautelosos antes da reunião do Fed

O mini contrato do principal índice acionário doméstico encerrou o último pregão (29) em leve alta, sem nenhum driver específico que pudesse justificar as movimentações observadas ao longo do dia. Os investidores aguardam com cautela a decisão de política monetária do Fed e do Copom, que ocorrem entre hoje (30) e quinta-feira (31).

Balanços e FED no radar dos investidores

O mini contrato do índice futuro encerrou a sessão do dia 15 em leve alta. No início do pregão percebeu -se um movimento de baixa em função do ajuste de posições em um dia de vencimento de opções do mercado à vista e em função também do relatório Focus, divulgado antes do início das negociações.

Declaração do presidente do Fed favorável ao Bitcoin provoca reação de Trump

O presidente do Federal Reserve (FED), Jerome Powell, disse que pode imaginar o retorno de uma era onde múltiplas moedas seriam usadas nos Estados Unidos. Durante o depoimento de Powell perante o comitê bancário do senado sobre o lançamento da Libra, ele disse que a nova criptomoeda do Facebook poderia ser importante apesar de levantar questões sobre a privacidade, lavagem de dinheiro e proteção ao consumidor.

FED mantém taxa de juros inalterada

Nesta quarta-feira, 19, o Federal Reserve anunciou que manteve a taxa básica de juros inalterada, entre 2,25-2,5%, mas sem unanimidade. Vale lembrar que a decisão já era esperada pelos investidores. 

Pregão deverá ser marcado por volatilidade

O mini contrato do principal índice acionário doméstico encerrou o pregão de ontem (05) em queda, operando a maior parte do dia descolado de Wall Street. O movimento foi influenciado principalmente pela notícia de que o governo discute flexibilizar o teto de gastos após a aprovação da reforma da Previdência, o que foi negado pelo Ministério da Economia. Soma -se também o mau humor do adiamento da votação de crédito suplementar ao governo para evitar o descumprimento da regra de ouro.

Dólar opera em queda e alcança menor cotação em 2 meses

A moeda americana vem operando em queda, sendo cotada em R$ 3,87, isso se dá tanto por questões internas quanto externas. Nos EUA os investidores aguardavam a declaração do Jerome Powell, Presidente do Federal Reserve (FED). Já no Brasil, a melhora no ambiente político e a perspectiva de que a reforma previdenciária será aprovada resultam em uma reação positiva. O dólar chegou a ser vendido em baixa de 0,95%, essa queda também está em linha com o comportamento das outras moedas emergentes no exterior, que a reagem as falas de Powell.

  • Publicado em Dólar
Assinar este feed RSS