Dólar alto e tarifas públicas retardarão queda da inflação

A alta do dólar e o aumento esperado de preços administrados (como energia e combustíveis) deverão manter a inflação acima do centro da meta de 4,5% em 2015, avaliou o Banco Central (BC) na ata da reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), divulgada hoje (11). Para a autoridade monetária, a inflação começará a cair no próximo ano, mas em ritmo lento, só devendo convergir para o centro da meta a partir de 2016.

Analistas preveem uma queda do PIB 2014

Divulgado nesta segunda-feira, 01, pelo Banco Central (BC), o boletim Focus, apontou divergências na projeção dos analistas do mercado financeiro para o desempenho da economia brasileira em 2014 e 2015.

Fluxo cambial atinge déficit de US$ 1,4 bilhão

O fluxo cambial, saldo da entrada e saída de dólares do pais voltou a ficar negativo na terceira semana de novembro. O déficit ficou em US$ 1,456 bilhão, de acordo com dados do Banco Central (BC), divulgados hoje (26).

Ptax do BC fecha a R$ 2,5450 na venda

O Banco Central (BC) informou que a Ptax (média oficial do dólar no dia) fechou a R$ 2,5440 na compra e a R$ 2,5450 na venda, com queda de 1,54% em relação ao encerramento anterior (R$ 2,5849).

(Redação - Agência IN)

Ptax do BC fecha a R$ 2,4119 na venda

O Banco Central (BC) informou que a Ptax (média oficial do dólar no dia) fechou a R$ 2,4113 na compra e a R$ 2,4119 na venda, com queda de 0,93% em relação ao encerramento anterior (R$ 2,4346).

(Redação - Agência IN)

Estrangeiros gastaram mais no Brasil este ano

O gasto de turistas estrangeiros no Brasil bateu os US$ 5,427 bilhões em 2014, valor 7,64% superior a igual período do ano passado. O acumulado é o maior da série histórica, que começou a ser registrado em 1990. Em igual período do ano passado, o montante era de US$ 5,042 bilhões. Os dados foram divulgados na sexta-feira (24) pelo Banco Central.

Assinar este feed RSS