Semana marcada por discursos de Jair Bolsonaro e Donald Trump

  •  
Semana marcada por discursos de Jair Bolsonaro e Donald Trump (Foto: Pexels) Semana marcada por discursos de Jair Bolsonaro e Donald Trump

Em uma semana em que os discursos de Jair Bolsonaro e Donald Trump repercutiram com força em todos os noticiários, a Bolsa sofreu um pouco com o ambiente externo. Mas não foi vindo da ONU.

No mesmo dia dos discursos, a Câmara dos Deputados dos Estados Unidos abriu processo de impeachment contra o presidente. A acusação é de que Trump teria tentado interferir na disputa eleitoral do ano que vem pressionando o presidente ucraniano.

Além disso, tivemos também o Senado brasileiro adiando novamente a votação da reforma da Previdência. Rumores de pressões por mudanças no texto começaram a surgir e algumas pessoas já consideram que até R$100 bilhões do texto original podem ser retirados durante a tramitação na Casa.

Para salvar um pouco o ânimo do mercado, o Congresso aprovou a PEC da cessão onerosa, projeto que beneficia tanto a Petrobras quanto as contas do governo. O noticiário corporativo também foi intenso para as companhias aéreas, para a Oi e para a Ecorodovias.

Juros

Depois da redução da taxa Selic na semana passada, o mercado fica a busca de indícios sobre os próximos passos da política promovida pelo Banco Central. A ata da reunião diz explicitamente que o órgão pretende reduzir novamente os juros no próximo encontro, o que reforçou as apostas de que os juros podem até ir além da marca de 5,0% ao final deste ano.

O BC, no entanto, procurou deixar muito claro que observa os riscos externos com cautela, além, claro, do risco de revés na tramitação das reformas fiscais no Brasil. Caso algum desses fatores surpreenda negativamente, o processo de queda dos juros deve ser interrompido.

A inflação, principal baliza da atuação do Banco Central segue distante do centro da meta (4,25%), mesmo com as recentes altas do dólar. Até para 2020, a expectativa é de que os preços não convirjam para a meta, o que reforça a aposta em juros menores. 

Empresas

Após especulação em torno de uma possível compra da Oi (OIBR3) pela Huawei, a gigante asiática negou qualquer interesse em comprar a Empresa ou qualquer outra operadora brasileira. Apesar do descarte da Huawei, existem outras Companhias que podem estar envolvidas em negociações com a Oi, entre elas: Telefônica (Espanha), Telecom Itália, e outra empresa Chinesa.

O Banco do Brasil (BBAS3) e o banco suíço UBS assinaram memorando de entendimento para estabelecer uma parceria na prestação de serviços de banco de investimento e de corretora de valores. A intenção é que o UBS seja acionista majoritário na joint-venture.

A Ecorodovias (ECOR3) arrematou, no leilão de sexta-feira (27),a concessão da BR-364/365, oferecendo uma tarifa básica de pedágio com deságio de 33,14% em relação ao preço teto estabelecido. Como Empresa vencedora, a Ecorodovias vai operar a concessão com 437km de extensão por 30 anos.

O Congresso decidiu por manter o veto do presidente Jair Bolsonaro em relação à proibição da cobrança de franquia de bagagens em voos. Com isso, as Companhias aéreas como Azul (AZUL4) e Gol (GOLL4) poderão continuar cobrando pelas bagagens despachadas.

Na sexta-feira (27) foi deflagrada a 66ª fase da operação Lava-Jato, denominada “Alerta Mínimo”. O inquérito busca apurar crimes de lavagem de dinheiro praticados por doleiros e funcionários do Banco do Brasil (BBAS3). Segundo o Ministério Público, o grupo teria movimentado R$200 milhões entre os anos de 2011 e 2014.

Por fim, a conexão entre a Delta Airlines e a Gol (GOLL4) chegou ao fim. A notícia foi divulgada na noite de quinta-feira (26), acompanhada do up que a LATAM vai ganhar. Além de se desfazer da fatia de 9,0% da Gol, a gigante americana vai comprar 20% da LATAM pela bolada de US$1,9 bilhão, além de investir US$350 milhões da Empresa. Com essa alocação, a latina vai conseguir colocar em prática o seu plano de estruturação estratégica e financeira, aumentando seu número de aeronaves e diminuindo sua dívida. 

(Redação – Investimentos e Notícias)