Pomi Frutas analisa nova proposta de recuperação judicial

  •  
Pomi Frutas analisa nova proposta de recuperação judicial Foto: Divulgação

A Pomi Frutas S/A anunciou que a Segunda Câmara de Direito Comercial do Tribunal de Justiça do Estado de Santa Catarina havia deferido a concessão de efeito suspensivo ao agravo de instrumento, interposto em 21 de fevereiro de 2020, cuja finalidade foi suspender os efeitos da decisão de falência da Companhia e de sua controlada Pomifrai Fruticultura S/A, proferida pelo Juízo da 1ª Vara Cível da Comarca de Fraiburgo/SC no âmbito do Processo nº 0300188- 72.2018.8.24.0024 ('Processo de Recuperação Judicial').

 

A companhia informou que o Desembargador Relator acolheu embargos de declaração opostos contra a Decisão, para esclarecer que 'a suspensão dos efeitos da falência, determinada na decisão embargada, implica na possibilidade de apresentação de nova proposta de plano de recuperação judicial pelas recuperandas, com sua discussão e deliberação pela assembleia-geral de credores, enquanto mantido o estado recuperacional'.

Dessa forma, a companhia afirmou que está analisando as providências cabíveis (incluindo a apresentação de nova proposta de plano de recuperação judicial), à luz dos novos esclarecimentos acima mencionados, e manterá os acionistas e o mercado em geral devidamente informados e atualizados sobre o tema, bem como sobre quaisquer outros atos ou fatos relacionados que possam influir nas decisões de investimento de seus acionistas e do mercado em geral.

(Redação - Investimentos e Notícias)