Mercantil do Brasil migra para o Nível I da B3

  •  
Mercantil do Brasil migra para o Nível I da B3 (Foto: Pexels) Mercantil do Brasil migra para o Nível I da B3

Nesta semana, o Mercantil do Brasil migrou para o segmento especial de listagem Nível I da B3 S.A. – Brasil, Bolsa e Balcão. Com a mudança, as ações ordinárias e preferenciais de emissão do banco passaram a ser negociadas no Nível I, o que reforça o compromisso da instituição com o aprimoramento de sua governança.

As empresas listadas no segmento Nível 1 devem adotar práticas que favoreçam a transparência e o acesso às informações pelos investidores. Para isso, divulgam informações adicionais às exigidas em lei como, por exemplo, um calendário anual de eventos corporativos. O free float mínimo de 25% deve ser mantido nesse segmento, ou seja, a empresa se compromete a manter no mínimo 25% das ações em circulação no mercado.

Em paralelo, o banco passa a adotar novas práticas de ESG, sigla em inglês para “Environmental, Social and Governance” (Ambiental, Social e Governança, em português), que favorecem ainda mais a transparência dos processos e o acesso dos investidores às informações. O Mercantil do Brasil é signatário do Pacto Global da ONU e um dos membros do Hub ODS Minas e da Rede Desafio 2030 para cumprimento da agenda de desenvolvimento sustentável da ONU e de seus 17 objetivos de desenvolvimento sustentável (ODS).

De acordo com Marina Miranda, coordenadora de Relações com Investidores, “o aprimoramento da governança do banco e o investimento em ESG trazem benefícios mútuos para a instituição e stakeholders, atendendo aos anseios de clientes, investidores e parceiros”.

(Redação – Investimentos e Notícias)