Ibovespa fecha em queda de 2,69%. Braskem e Sabesp recuam mais de 6%

  •  
Ibovespa fecha em queda 2,69%, Braskem e Sabesp recuam 6,99% Foto: Divulgação Ibovespa fecha em queda 2,69%, Braskem e Sabesp recuam 6,99%

O Ibovespa, principal indicador de desempenho das ações negociadas na B3, fechou o pregão nesta segunda-feira (13) em queda de 2,69%, aos 91.726,54 pontos. O volume financeiro somou R$ 13.579 bilhões.

Dentre as ações que compõem o Ibovespa hoje, os papéis que mais valorizaram foram: VIAVAREJO (2,60%), BRF S.A (0,33%) e BBSEGURIDADE (0,36%). As maiores quedas ficaram por conta das ações da CVC BRASIL ON (-7,68%), GOL (-7,02%), SABESP E BRASKEM (-6,99%). Os papéis mais negociados no dia foram da PETROBRAS PN (-2,92%), VALE (-4,10%) e ITAUUNIBANCO (-1,57%).

O Ibovespa sofreu uma forte queda empurrado pelas ações da CVC, Gol, Sabesp e também da Braskem (SA:BRKM5) que anunciou hoje que não conseguirá entregar no prazo o formulário 20-F de 2017 com informações da petroquímica ao regulador do mercado norte-americano.

Devido ao aviso, a empresa teve suas ações negociadas na bolsa de Nova York serem suspensas, além de os papéis serem deslistados.

Na semana passada, a companhia já tinham alertado que talvez não conseguiria entregar o formulário no prazo de 16 de maio. A empresa vinha atrasando a entrega do documento desde o início do ano passado.

A Braskem afirmou que espera que suas ADSs estejam disponíveis o quanto antes para negociação. No entanto, a empresa, que é controlada pela Odebrecht e Petrobras (SA:PETR4), informou que ainda trabalha em informações sobre verificação de controles internos.

A companhia também encontra-se em processo de venda para a europeia LyondellBasell, mas afirmou que os dados sobre seu desempenho financeiro, já entregues no Brasil, estão corretos.

A Braskem disse ainda, que a deslistagem está sujeita a recurso e se dentro do processo a empresa conseguir encaminhar o formulário de 2017, o retorno da listagem dos papéis será automático.

Segundo a empresa, donos de ADSs poderão pedir a conversão dos papéis em ações preferenciais durante o período de suspensão. A troca será na proporção de duas ações por ADS.

(Redação - Investimentos e Notícias)