Ibovespa cai 0,15% nesta terça-feira (15)

  •  
Ibovespa cai 0,15% nesta terça-feira (15) (Foto: Pexels) Ibovespa cai 0,15% nesta terça-feira (15)

O Ibovespa, principal indicador de desempenho das ações negociadas na B3, apresenta perdas nesta terça-feira (15), com investidores avaliando fala do presidente Jair Bolsonaro. Às 12h04, o Ibovespa recuava 0,15%, aos 100.147 pontos. O volume financeiro somava R$ 9.108 bilhões.

Dentre as ações que compõem o Ibovespa hoje, os papéis que mais valorizavam: Minerva ON (5,05%), Gerdau PN (5,28%) e a BRF ON (2,94%). As maiores quedas: Cia Hering ON (-2,25%) e a Eletrobras PNB (-1,58%).

Política

O presidente Jair Bolsonaro afimrou que o governo não vai suspender reajustes das aposentadorias e do Benefício de Prestação Continuada (BPC) - auxílio pago a idosos e pessoas com deficiência de baixa renda. O presidente descartou também a criação do programa Renda Brasil até 2022 - iniciativa que estava em estudo para expandir o alcance e suceder o Bolsa Família, que é pago a famílias que estão em situação de pobreza extrema e miséria.

Agenda

A prévia extraordinária das Sondagens da Fundação Getulio Vargas (FGV IBRE), com dados coletados até o dia 14 deste mês, sinaliza avanço da confiança empresarial e dos consumidores em setembro. Em relação ao número final de agosto, o Índice de Confiança Empresarial (ICE) aumentaria 0,8 ponto, para 95,3 pontos, enquanto o Índice de Confiança do Consumidor (ICC) cresceria 2,1 pontos, para 82,3 pontos.

Exterior

O Federal Reserve (Fed, Banco Central dos EUA) anunciou que a produção industrial nos Estados Unidos avançou 0,4% em agosto de 2020, na comparação com o mês anterior. Analistas previam ganhos de 1,0%. Em julho, o indicador avançou 3,5%. Já a capacidade de utilização da indústria avançou para 71,4% em agosto de 2020.

Já o Instituto de pesquisas Zentrum für Europaische Wirtschaftsforschung (Zew) divulgou que o índice ZEW sobre as expectativas de evolução da conjuntura da Zona do Euro atingiu os 73,9 pontos em setembro de 2020, ficando acima dos 64 pontos registrados em agosto. Vale destacar que com esse resultado o índice ficou acima do esperado pelo mercado, que era 62,8 pontos.

Fechamento anterior

Na segunda-feira, 14, o Ibovespa fechou com alta de 1,94%. O índice voltou a superar os 100 mil pontos, terminando aos 100.274,52 pontos, com o volume financeiro somando R$ 24,830 bilhões. 

Dentre os papéis que compõem o Ibovespa, os que fecharam com as maiores altas foram: Yduqs, alta de 7,96%, Gol, alta de 7,29%, e Cielo, que fechou com ganhos de 6,98%.

(Redação – Investimentos e Notícias)