Ibovespa acumula alta de 1,57% na semana

  •  
Ibovespa acumula alta de 1,57% na semana (Foto: Pexels) Ibovespa acumula alta de 1,57% na semana

O Ibovespa encerrou a semana registrando 84.219 pontos, o que representou uma alta de 0,44% no dia. Por outro lado, no acumulado do ano, a alta do índice já segue com alta de 10,23%.

Já o Ifix, o índice que mede o desempenho médio dos Fundos Imobiliários no Brasil, encerrou o pregão da sexta-feira em alta, aos 0,17%.

De acordo com os analistas da Toro Investimentos, no cenário interno, as pesquisas de intenção de voto reforçaram o favoritismo de Jair Bolsonaro (PSL) na corrida presidencial, ao atingir cerca de 59% dos votos válidos. Dessa forma, o mercado já toma como praticamente certa a eleição do ex-capitão da reserva e foca sua atenção nas propostas econômicas da equipe do candidato do PSL. 

No cenário externo, a semana foi de movimentos divergentes entre as principais bolsas internacionais, com os riscos geopolíticos sendo parcialmente compensados pelo início da temporada de balanços.

Principais ações

No início da semana passada, a Vale (VALE3) divulgou dados preliminares de produção do terceiro trimestre. A produção de minério bateu novos recordes e atingiu 104,9 milhões de toneladas, assim como a produção de pelotas, as quais somaram 13,8 milhões de toneladas.

De acordo com informações da Bloomberg, a Engie e o fundo canadense Caisse de Depot et Placement du Quebec devem oferecer cerca de US$9 bilhões para a Transportadora Associada de Gás (TAG) da Petrobras (PETR4).

Além disso, o senado votou por rejeitar o projeto que destrava a venda das distribuidoras da Eletrobras (ELET3). O projeto será arquivado e não pode voltar à votação. Sem ele, fica uma incógnita sobre o futuro da distribuidora Amazonas Energia, cujo leilão estava agendado para o dia 25 deste mês.

Romeu Zema (NOVO), candidato a governador em Minas Gerais, recuou nas propostas de privatizações de estatais mineiras. Em entrevista, ele disse que apesar da intenção de privatizar no futuro empresas como a Cemig (CMIG4) e a Copasa (CSMG3), ele acredita que estas companhias estão apenas mal administradas e que considera a melhor opção esperar o valor de mercado delas subir para depois pensar em venda.

A BRF (BRFS3) sinalizou estar disposta a fazer um acordo de leniência com o Ministério Público Federal (MPF) e com o Ministério da Transparência e Controladoria Geral da União (CGU) para encerrar investigações sobre supostas fraudes em laudos sanitários. Não existe nenhum acordo firmado com o MPF ou com a CGU até o momento, apenas uma carta de intenções com o objetivo de resolver possíveis pendências para garantir que a empresa siga seu processo de reestruturação.

A Moody’s, agência de classificação de rating de crédito, elevou o rating da JBS (JBSS3) de B1 para Ba3. De acordo com o relatório, a mudança se deve à melhora do perfil de crédito, em função das transações que visaram a desalavancagem financeira até 2021 e a extensão dos prazos de vencimento de sua dívida.

O conselho de administração da Ecorodovias (ECOR3) acatou o pedido de afastamento de Marcelino Rafart de Seras, diretor presidente. A empresa reafirmou o compromisso com a transparência perante os acionistas e autoridades. A ação da PF batizada de Operação Integração II investiga irregularidades nas concessões de rodovias do Paraná. Dentre os alvos estão concessionárias controladas pela Ecorodovias como a Ecovia e Ecocataratas.

A CESP (CESP6) ficou no radar na sexta-feira (19). A Justiça Federal de Presidente Prudente (SP) suspendeu a renovação da concessão da hidrelétrica de Porto Primavera, principal ativo da companhia, que vence em 2028. Essa suspensão inviabilizou o leilão de privatização que estava agendado.

O Conselho de Administração da Alpargatas (ALPA4) aprovou um plano de sucessão do diretor-presidente da Companhia. O executivo irá permanecer no cargo até o início do 1T19, quando será substituído pelo atual conselheiro da Companhia.

A Gafisa (GFSA3) suspendeu pagamentos aos fornecedores de produtos e serviços, incluindo vencimentos referentes a terrenos. De acordo com uma fonte do Valor, a suspensão já se reflete nas atividades de construção da empresa, o que pode prejudicar o cronograma das obras.

Carteira Teórica

Entre as ações com maior peso na carteira teórica (que vigora de 03 de setembro a 28 de dezembro) a Vale ON (VALE3) ganhou 0,09%, aos R$ 56,53; Itauunibanco PN N1 (ITUB4) subiu 0,91%, a R$ 47,93; Bradesco PN N1 (BBDC4) registrou ganhos de 2,88%, a R$ 32,85; Ambev S/A ON (ABEV3) recuou 0,77%, a R$ 16,86 e a Petrobras PN (PETR4) valorizou 2,49%, a R$ 25,92.

Commodities

O petróleo referência, Brent, ficou em queda na bolsa de Futuros de Londres a 0,81% a US$ 79,78 o barril.

O petróleo WTI ficou com perdas de 3,11%, cotado a US$ 69,12 o barril na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

(Redação – Investimentos e Notícias)