Ibovespa aciona dois circuit breaker e despenca 14,78%

  •  
Ibovespa aciona dois circuit breaker e despenca 14,78% Foto: Divulgação

O Ibovespa, principal indicador de desempenho das ações negociadas na B3, passa a semana com uma saúde bastante prejudicada. Nesta quinta-feira, 12, a bolsa paulista teve mais uma sessão de fortes perdas chegando a acionar o circuit breaker por duas vezes.

O indicador brasileiro fechou com o pior desempenho desde 1998, refletindo o clima de pânico nos mercados globais em torno da pandemia de coronavírus.

Uma terceira suspensão na B3 só foi evitada porque o Federal Reserve anunciou que injetará US$ 1,5 trilhão no sistema financeiro, contemplando um esforço para tentar acalmar investidores de todo o mundo em relação à doença.

Com isso, o dia acabou com o Ibovespa recuando 14,78%, aos 72.582,53 pontos. O giro financeiro somou R$ 30,307 bilhões.

As ações que menos sofreram queda foram as das empresas Engie Brasil -3,16%, Taesa -5,98% e Pão de Açúcar -7,55%.

Já as maiores baixas vieram dos papéis das companhias aéreas, após o presidente americano Donaldo Trumpo anunciar restrições em voos aos EUA. A Azul teve queda de 32,89%, a Gol baixa de 36,29% e a Embraer ficou negativa em 26,44%.

As ações mais negociadas na B3 foram as da Petrobras PN (-20,50%), Itaú Unibanco (-9,82%) e Vale (-13,23%).

(Redação - Investimentos e Notícias)