Bradesco aprova pagamento de JCP complementares

  •  
Bradesco aprova pagamento de JCP complementares Foto: Divulgação Bradesco aprova pagamento de JCP complementares

O Banco Bradesco S.A., em consonância com o Fato Relevante divulgado em 9.12.2019, comunica aos seus acionistas e ao mercado em geral que os membros do Conselho de Administração aprovaram a proposta da Diretoria para pagamento de juros sobre o capital próprio complementares, no valor total de R$ 4.245.000.000,00, sendo R$ 0,503379600 por ação ordinária e R$ 0,553717560 por ação preferencial, beneficiando os acionistas que estiverem inscritos nos registros da Sociedade no dia 19.12.2019 (data da declaração), passando as ações a ser negociadas “ex-direito” aos juros complementares a partir de 20.12.2019.

O pagamento ocorrerá em 30.12.2019 pelo valor líquido de R$ 0,427872660 por ação ordinária e R$ 0,470659926 por ação preferencial, já deduzido o imposto de renda na fonte de 15%, exceto para os acionistas pessoas jurídicas que estejam dispensados da referida tributação, que receberão pelo valor declarado.

Os juros relativos às ações custodiadas na B3 S.A. - Brasil, Bolsa, Balcão serão repassados aos seus titulares pelos respectivos agentes de custódia.

A seguir, demonstrativo dos valores pagos e a pagar relativos a 2019:

Em 2019, os valores pagos de Juros sobre o capital próprio mensais relativos aos meses de janeiro a novembro foi de R$ 1.527.392.143,25.

Já os valores pagos em 2019 referente a Juros sobre o capital próprio intermediários declarados em 28.6.2019 e pagos em 15.7.2019 foi de R$ 1.455.000.000,00.

O total de valores pagos (considerando bonificação aprovada na AGE de 11/03/2019) foi de R$ 2.982.392.143,25.

Os valores a pagar referente a Juros sobre o capital próprio mensais relativos ao mês de dezembro e que serão pagos em 2.1.2020 é de R$ 145.465.848,34.

E os juros sobre o capital próprio complementares declarados em 19.12.2019, a serem pagos em 30/12/2019 é de R$ 4.245.000.000,00.

O total de valores a pagar de JCP somam R$ 4.390.465.848,34.

Por ação em em reais, foram pagos:
Espécie: ON
Juros sobre o capital próprio mensais acumulados no ano: R$ 0,206997912
Juros sobre o capital próprio intermediários do 1º semestre: R$ 0,172536471
Juros complementares: R$ 0,503379600
Total: R$ 0,882913983

Espécie: PN
Juros sobre o capital próprio mensais acumulados no ano: R$ 0,227697708
Juros sobre o capital próprio intermediários do 1º semestre: R$ 0,189790118
Juros complementares: R$ 0,553717560
Total: R$ 0,971205386

A Sociedade poderá, com base no resultado a ser apurado no encerramento do exercício social de 2019, distribuir novos juros e/ou dividendos aos acionistas.

Os juros complementares ora aprovados representam, aproximadamente, 29 vezes o valor dos juros mensalmente pagos, líquidos de imposto de renda na fonte, e serão computados no cálculo dos dividendos obrigatórios do exercício previstos no estatuto social.

Adicionalmente aos proventos anteriormente mencionados, no último dia 23.10.2019, o Bradesco pagou R$8.000.000.000,00 a título de dividendos extraordinários utilizando parte do saldo da conta “Reserva de Lucros - Estatutária”.

(Redação - Investimentos e Notícias)