dicasdodico novo

Não existe almoço grátis. Mimos ou Rentabilidade?

Não existe almoço grátis. Mimos ou Rentabilidade? Foto: Divulgação Não existe almoço grátis. Mimos ou Rentabilidade?

Quem não adora ser bajulado, receber uma ligação – não um feed – desejando um feliz aniversário, ou até mesmo um “mimo” do seu banco?

O desconhecimento sobre como as instituições financeiras investem, a falta de educação financeira e o EGO, fazem com que o brasileiro ache que está fazendo um negócio da China em deixar seu dinheiro aplicado no Banco, só para não pagar tarifa, ganhar aquele cartão de crédito “black” e dependendo de seu capital, ganhar “mimos”.

Já ouvi de pessoas as seguintes frases: “Tenho que deixar xis mil reais para poder continuar com meu limite”, “Deixo minhas aplicações no Banco, pois eles dão ingressos para o Miami Open”, “Ganhei ingresso da Copa do Mundo do meu banco”, etc. Aí pergunto para eles: “A que custo? ”.

Lógico que todos falaram “de graça! ”; dou um sorriso maroto e digo “tolinho”. Onde já se viu alguém dar um “almoço de graça”, principalmente banco que não perde nunca!

Vou explicar uma coisa para vocês, quando vocês abrem uma conta no banco, eles pedem todas suas informações, só faltam pedir a cor da camisa que estas usando quando assinas o contrato. A partir daí o que vale é se você é tomador ou aplicador de dinheiro. Caso seja tomador, ou seja, aquele indivíduo que, por algum motivo, precisa pegar dinheiro emprestado para suprir necessidades momentâneas, será necessariamente que estejas trabalhando numa empresa que pague em dia seu salário (ou seja governos estaduais estão fora dessa), tenha patrimônio e já tenha tempo de relacionamento com a instituição.

A partir do momento que você já tenha tido um período de relacionamento, é normal que a instituição não faça downgrade da sua situação cadastral, então, todas aquelas linhas de crédito que você tanto gosta de ter, não muda. Ou seja, pode aplicar seu dinheiro onde quiser que não vai fazer diferença alguma.

Agora vamos ao segundo caso, se você é aplicador, pergunto: Para que você quer ter limite de crédito alto se você tem dinheiro? Já fez a conta de quanto renderia a mais seu dinheiro, caso fosse aplicado em melhores oportunidades que não sejam do seu banco? Com esse rendimento a mais não vale a pena pagar as tarifas?

Para que deixar de ganhar mais dinheiro só porque o seu banco te dá uns ingressos de cinema, teatro, jogos de futebol, de tênis, etc. Vou dar um exemplo de como as pessoas, por algum motivo pessoal de cada um, deixam de ganhar dinheiro:

Vou pegar como exemplo 03 fundos de mesma categoria – Renda Fixa Crédito Privado Longo Prazo:

- O do bancão, rendeu nos últimos 12 meses 13,90% - 99% do CDI – Péssimo para a categoria;

- O da Asset A, rendeu nos últimos 12 meses 15,14% - 108% do CDI – bom para a categoria;

- O da Asset B, rendeu nos últimos 12 meses 16,20% - 115% do CDI – ótimo para a categoria.

Se pegarmos um valor de patrimônio de 800 mil reais, colocarmos as rentabilidades dos fundos pelos mesmos 12 meses e sem o come-cotas, a diferença de rentabilidade, em reais entre o fundo do bancão e as Assets, seriam R$ 9.920,25 e R$ 18.400,34, respectivamente.

Então amigos, é melhor pagar as tarifas, ganhar convitinhos, ingressos para jogos, etc, ou ganhar realmente dinheiro nas aplicações justas?

Um abraço.

Última modificação emQuinta, 09 Fevereiro 2017 23:12
Eduardo Serpa Coelho

Bacharel em Administração, certificado pela ANCORD, registrado na CVM como agente autônomo de Investimentos, Planejador Financeiro CFP® pelo IBCPF. Sócio da Way Investimentos, com mais de 20 anos de experiência no mercado financeiro, atuando em empresas de médio porte e bancos, tem como experiência principal no segmento de bolsa de valores e BMF.

Website.: investimentosenoticias.com.br/blogs/dicas-do-dico