UZZO lança nova conta digital multimoedas

  •  
A novidade está alinhada à estratégia da empresa em oferecer soluções variadas que atendam e resolvam as principais dores dos clientes Foto: Divulgação A novidade está alinhada à estratégia da empresa em oferecer soluções variadas que atendam e resolvam as principais dores dos clientes

A UZZO, fintech que oferece soluções de pagamentos com a utilização de criptomoedas, lança um novo produto em sua conta digital multimoedas gratuita: a partir de agora é possível manter bitcoins na conta UZZO. A novidade permite o pagamento com criptomoedas em estabelecimentos espalhados por mais de 190 países. A conversão das criptomoedas é feita em tempo real na UZZO e o valor em reais é utilizado nas maquininhas dos comerciantes. A novidade resolve um dos maiores problema da criptoeconomia: a dificuldade em encontrar lugares que aceitem bitcoin ou outras criptos para pagamento. Apesar dos avanços da tecnologia, até hoje não era fácil usar bitcoin ou outra cripto para comprar algo.

 

“Agora, com o cartão UZZO já não é mais preciso ficar em busca de uma loja ou restaurante que aceite o bitcoin. A conversão é feita de forma fácil no depósito ou quando quiser e o cliente pode usar seu bitcoin onde desejar. No Brasil ou no exterior. Isso dá mais poder de escolha e liberdade para nossos clientes e para os donos de estabelecimentos”, ressalta Thiago Lucena, CEO da UZZO.

A conta digital multimoedas gratuita permite ainda o depósito de criptomoedas sem qualquer taxa, mensalidade ou anuidade e com cashback de até 1%. “Uma pessoa que queira fazer a conversão de qualquer criptomoeda e o saque em reais chega a pagar taxas de até 2,5% do valor e até R$ 10,00 por retirada. E muitas vezes é preciso esperar dois dias para que o dinheiro esteja disponível em suas contas. Com a conta UZZO não há qualquer taxa, mensalidade, anuidade e o cliente também recebe cashback de até 1%”, explica Lucena.

Para converter as criptomoedas em tempo real será preciso realizar as operações no horário comercial, das 9h às 17h.

(Redação - Investimentos e Notícias)