Primeira criptomoeda para o varejo é lançada no mercado

  •  
Primeira criptomoeda para o varejo é lançada no mercado (Foto: Pexels) Primeira criptomoeda para o varejo é lançada no mercado

Comprar via internet com desconto e ainda receber bônus. Essa é a meta da WiBOO, startup que lançou ontem a primeira criptomoeda voltada exclusivamente para o mercado varejista: a WiBX. A moeda virtual poderá ser adquirida a partir desta quinta-feira (1). Desenvolvida com assessoria jurídica do Felsberg Advogados, a novidade nasceu em São José dos Campos com investimento inicial de R$ 5 milhões.

Segundo Matheus Mota, do Felsberg Advogados, o escritório atuou desde o início para ajudar a viabilizar, juridicamente, o ICO (inglês Initial Coin Offering ou oferta inicial de moedas) dos utility tokens WiBX - criptomoeda baseada na tecnologia blockchain que será utilizada na inovadora plataforma exclusivamente como uma moeda virtual de troca por produtos e serviços oferecidos dentro da própria plataforma WiBOO. "Nós assessoramos na elaboração dos documentos societários, revisão dos aspectos regulatórios nacionais e internacionais, pesquisas, análise das questões tributárias, elaboração e negociação dos contratos com conselheiros, prestadores de serviços e revisão dos aspectos de propriedade intelectual e registro das marcas", explica.

João Carlos Mendonça, sócio do Felsberg Advogados afirma que "o ICO da WiBX é um projeto extremamente promissor, considerando não somente a originalidade da ideia, mas também os desafios ainda presentes na estruturação deste tipo de operação tendo em vista o nosso complexo ordenamento jurídico".

A moeda virtual é parte de um estruturado sistema que se alicerça no "mercado de atenção", no qual o engajamento do usuário por meio de curtidas e compartilhamentos é revertido em criptomoedas. "A WiBOO irá reverter modelos tradicionais de vendas e o engajamento digital, com o uso da tecnologia blockchain. As principais criptomoedas não têm usabilidade. Esse é o nosso diferencial", afirma o sócio fundador da WiBOO, Pedro Alexandre.

Ex-executivo da área automobilística, Alexandre já conseguiu reunir no Conselho Consultivo da WiBOO nomes como Felipe Prata, do Nest Asset Management, Caio Mesquita e Felipe Miranda, da Empiricus; - além de contar com a assessoria jurídica multidisciplinar do escritório Felsberg, liderado pelo sócio João Carlos Mendonça e pelos advogados Matheus Mota e Sahelê Felicio.

(Redação – Investimentos e Notícias)