Onde comprar Bitcoin

  •  
Entenda como e onde comprar Bitcoin Foto: divulgação Entenda como e onde comprar Bitcoin

Uma das primeiras dúvidas que as pessoas que estão buscando conhecimento sobre o mercado das criptomoedas têm é sobre como funciona o Bitcoin e onde comprar Bitcoin.

Embora esse questionamento seja de extrema importância, o ideal é, antes de começar a investir, sempre acompanhar a cotação da moeda digital e analisar se é o momento certo para realizar a compra ou a venda deste ativo.

Onde comprar Bitcoin

É bastante comum encontrar alguns investidores com dúvidas sobre onde comprar Bitcoin. No entanto, opções é que não faltam. No mercado é possível encontrar diversas alternativas e o investidor poderá escolher o que melhor lhe convém.

Exchange

Uma das formas mais utilizadas para investir em Bitcoin é através das exchanges. Apesar do processo de abertura de conta ser bastante simples, o investidor precisa tomar cuidado e não apostar todo o dinheiro em uma única empresa.

Como este investimento não possui regulamentação, se acontecer algum problema com a exchange, o investidor pode não ter a garantia de receber as moedas de volta.

O passo a passo mais rápido para comprar Bitcoin numa exchange é:

  • Escolher uma exchange que ofereça qualidade e segurança.
  • Abrir uma conta em uma exchange.
  • Transferir dinheiro para a conta criada.
  • Com o saldo em conta, já é possível comprar Bitcoins.
  • Para finalizar o processo, é preciso manter as moedas compradas em uma carteira Bitcoin.

Para vender Bitcoin será preciso realizar o caminho oposto. Isto é, o investidor terá que retirar os Bitcoins da carteira, transferi-los para a conta da exchange e efetuar a venda.

P2P

Outro meio para comprar Bitcoin é pela negociação P2P (ou peer-to-peer). Esta negociação é realizada diretamente entre as pessoas interessadas e todo o processo é bastante prático.

É possível encontrar ferramentas no mercado que amenizam o risco sobre esta negociação direta. Além disso, algumas destas plataformas permitem consultar a lista de compradores e vendedores, o que facilita a escolha da melhor opção do momento.

Casa de câmbio

Uma forma para comprar Bitcoin é por meio de casas de câmbio. O processo de abertura de conta é um pouco burocrático, mas o processo de transação é bastante simples. O investidor precisa apenas informar a ordem de compra e venda de Bitcoins.

Caixa automático

É possível encontrar em alguns países, como a Suíça e a Espanha, alguns caixas automáticos onde é possível comprar Bitcoin. Porém, a taxa cobrada por operação é relativamente alta, chegando a 3% até 6%.

Como é possível notar, há vários lugares onde comprar Bitcoin. Os interessados devem conhecer melhor o que cada opção citada acima tem a oferecer para encontrar aquela mais adequada às suas expectativas e necessidades.

Como comprar Bitcoins de forma segura?

Independente das variadas formas para comprar Bitcoin, é fundamental que o investidor tenha conhecimento sobre as moedas digitais antes de começar a investir.

Além disso, existem 3 pontos-chave que o investidor precisa saber antes de adquirir as criptomoedas de forma segura.

O primeiro ponto para conseguir bons resultados nas a plicações, é conhecer o perfil de investidor. Ou seja, se o investidor é mais conservador ou se é um investidor que não importa com uma maior exposição a riscos, por exemplo.

O segundo ponto é o entendimento do porquê de estar utilizando o dinheiro para comprar certos investimentos. Neste caso, é fundamental que o investidor tenha mapeado seu objetivo financeiro, pois desta forma estará mais claro o quanto está disposto a aplicar e o prazo para realizar o resgate.

O terceiro ponto é a diversificação da carteira. Este hábito é bastante importante, pois o dinheiro é dividido em diferentes opções de investimentos e isto ajuda na proteção do capital contra perdas excessivas.

Os riscos de investir em Bitcoin

Mesmo sabendo sobre os excelentes resultados da cotação do Bitcoin, antes de começar a investir é extremamente importante conhecer os riscos que este investimento possui: Veja abaixo alguns deles:

1) Regulamentação

As moedas virtuais não são regulamentadas pelo Banco Central do Brasil ou outro órgão regulador.

2) Garantia

Diferente de algumas aplicações em renda fixa, o Bitcoin não possui garantia do Fundo Garantidor de Créditos (FGC). Então, se uma exchange declarar falência, o investidor não possui nenhuma garantia de receber seu dinheiro de volta.

3) Lastro

Não é possível confirmar o valor real do Bitcoin, pois esta moeda é apenas digital e não possui lastro. Diferentemente da moeda brasileira, por exemplo, que é possível medir o seu valor levando em consideração as atividades econômicas do país.

4) Bolha

Desde a supervalorização da moeda, a quantidade de pessoas interessadas em investir em Bitcoin tem aumentado bastante. E esta situação é devido aos excelentes retornos em um pequeno prazo de tempo. No entanto, este aumento acelerado de investidores pode ser um indício de bolha financeira. Caso isso ocorra, muitos investidores poderão ser prejudicados.

5) Oscilações

O valor do Bitcoin pode sofrer oscilações durante o dia. Esta moeda já apresentou, em um único dia, oscilações acima de 20%. Por isso, o investidor precisa estar ciente do tamanho do risco que o mercado das criptomoedas apresenta.

Em muitos casos, onde o investidor aceita maior exposição ao risco, a Bolsa de Valores também pode ser uma boa alternativa de investimentos. Além de conseguir diversificar a carteira, o dinheiro investido na Bolsa é regulamentado pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e de outros órgãos ligados ao mercado financeiro.